BRASIL ESTREIA COM VITÓRIA EM TÓQUIO

A ponteira Garay, destaque da estreia/Divulgação FIVB

A seleção brasileira feminina de vôlei estreou com vitória nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Jogando na Ariaki Arena, contra a Coreia do Sul, o Brasil saiu de quadra com seu primeiro triunfo na competição, pelo placar máximo, com parciais de 25/10, 25/22, 25/19. As ponteiras brasileiras foram decisivas no jogo. Juntas elas marcaram 33 pontos, sendo que Garay foi a maior pontuadora do confronto com 17 pontos. Pela Coreia, a ponteira Kim, eleita MVP dos Jogos de Londres, em 2012, marcou 12 pontos.

Ao final da partida, a ponteira Fernanda Garay do Brasil comentou sobre a estreia em Tóquio, com a imprensa. “A estreia tem sempre nervosismo e ansiedade, mas hoje conseguimos controlar esses sentimentos. Conquistamos a vitória que era o nosso objetivo e o resultado por 3 sets a 0 foi importante. Estou feliz, mas sabemos que o caminho é longo e já temos que pensar no próximo adversário”.

Na próxima rodada do torneio feminino de vôlei de Tóquio, o Brasil enfrenta a República Dominicana, na manhã de terça-feira, 27 de Julho, às 7h40, com transmissão do SPORTV, TV Globo e BandSports. Já a Coreia do Sul, joga contra o Quênia, no mesmo dia, logo em seguida, às 9h45 da manhã.

A oposta Rosamaria, entrou muito bem no jogo, na inversão de rede/Divulgação FIVB

RESUMO

O Brasil começou o jogo impondo o seu ritmo. Com muito volume de jogo, vencendo os rallys, a seleção brasileira fez vários pontos de contra-ataque. A Coreia tinha dificuldades na virada de bola. O ataque coreano era impotente. O técnico Lavarini modificou sua equipe, mas o problema persistia. As brasileiras jogavam em ritmo de treino. Inexplicavelmente, a melhor atacante coreana, a ponteira Kim, não recebia bolas. A distribuição coreana era péssima.

A partir da segunda parcial, a Coreia tirou o peso da estreia e entrou no jogo. Finalmente, Kim começou a receber mais bolas, complicando o jogo das brasileiras. A oposta brasileira Tandara pontuava, mas tinha baixo aproveitamento no ataque. As coreanas conseguiram igualar o jogo. No sufoco, José Roberto resolveu a situação, com uma inversão de 5×1.

Na última parcial, a Coreia abriu uma vantagem de 5 pontos no começo do set. Mais uma vez, José Roberto promoveu a inversão de 5×1 e desencalhou a rede. A mudança deu tão certo, que ele manteve em quadra a oposta Rosamaria e a levantadora Roberta. Sem forças para reagir, a Coreia sucumbiu e o Brasil fechou o jogo em 3×0.

🇧🇷 BRASIL Macris (1), Tandara (10), Garay (17), Gabi (16), Carol (6), Carol Gattaz (7), Brait (L). Entraram: Roberta (0), Rosamaria (6), Ana Cristina (0). Técnico: José Roberto Guimarães

🇰🇷 COREIA DO SUL Yeum (0), Hee (5), Kim (12), Park (9), Yang (4), Kim Su Ji (5), Jihoung (L). Entraram: Jeong (1), Pyo (0), Hyejin (0), Lee (0), Park (0). Técnico: Stefano Lavarini

A seleção brasileira após a partida/Divulgação FIVB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s