NO TIE-BREAK, SELEÇÃO FEMININA VENCE A CHINA

A seleção brasileira feminina de vôlei venceu a China, pela terceira etapa da Liga das Nações 2022. Jogando em Sófia, na Bulgária, as brasileiras derrotaram as chinesas, no tie-break, com parciais de 25/20, 25/23, 18/25, 21/25, 15/11. Foi a sétima vitória brasileira na competição. A ponteira brasileira Gabi foi o destaque individual da partida, com 28 pontos. Pela China, Yang Yang Li marcou 21 pontos.

O JOGO

O Brasil dominou as ações do jogo, nas duas primeiras parciais, vencendo os rallys e confirmando os contra-ataques. Nas duas parciais seguintes, a China melhorou seu volume de jogo, além de atacar com inteligência para fugir do bloqueio brasileiro. O Brasil começou a errar demais. Ao todo, foram 30 pontos cedidos em erros contra 17 da China. No tie-break, as brasileiras retomaram o controle da partida sacando melhor. Foram 3 pontos no serviço, no set desempate.

PRÓXIMA RODADA

Na próxima rodada da VNL 22, o Brasil folga. Seu próximo compromisso é na quinta-feira, 30 de Junho, contra a Coreia do Sul, às 14h, com transmissão do SPORTV 2. Já a China, também folga. Seu próximo jogo, acontece também na quinta-feira, 30 de Junho, contra a Polônia.

A ponteira Gabi recebeu muitas bolas. Ela teve quase 50% de eficiência nos ataques/Volleyball World/Divulgação FIVB

NO DOMÍNIO ADVERSÁRIO, BRASIL DERROTA BULGÁRIA

O Brasil conquistou a terceira vitória consecutiva na Liga das Nações masculina de vôlei 2022. Jogando no domínio adversário, em Sófia, os brasileiros derrotaram a Bulgária, por 3×0, com parciais de 25/21, 25/19, 25/22. O levantador brasileiro Bruninho fez uma grande apresentação, distribuindo muito bem o seu jogo. Além disso, o Brasil errou pouco. No total, foram 13 pontos cedidos em erros contra 18 da Bulgária. Os brasileiros também foram superiores nos fundamentos que pontuam. O ponteiro brasileiro Leal saiu de quadra como maior pontuador do confronto, com 12 pontos, empatado com o búlgaro Atanasov. Com o resultado, o Brasil assumiu a sexta posição na tabela de classificação, com 15 pontos, 5 vitórias e 3 derrotas. Na próxima rodada da VNL 22, o Brasil se prepara para os jogos em Osaka, no Japão, pela terceira semana de competições.

OUTROS RESULTADOS

Alemanha 1×3 França

Japão 3×1 Eslovênia

Sérvia 3×0 Austrália

Itália 3×0 China

EUA 1×3 Polônia

O bloqueio brasileiro marcou 9 pontos na partida/Volleyball World/Divulgação FIVB

PELA 4ª VEZ, BRASIL VENCE NA VNL 22

O Brasil conquistou a quarta vitória na Liga das Nações masculina de vôlei 2022. Jogando contra o Irã, em Sófia, na Bulgária, os brasileiros derrotaram os rivais islâmicos, por 3×0, com parciais de 30/28, 25/23, 25/19. Na primeira parcial da partida, o Brasil correu atrás do prejuízo no placar, com uma inversão do 5×1. Ainda nessa parcial, o oposto brasileiro Alan deixou o jogo, com uma lesão na panturrilha, segundo o SPORTV. Na segunda parcial, o Brasil também virou o placar, dessa vez, com erros no ataque do Irã. Na parcial seguinte, o Brasil deslanchou, fechando o jogo em 3×0. Pela segunda vez consecutiva, Lucarelli foi o maior pontuador do Brasil, dessa vez, com 15 pontos. Ele empatou com o iraniano Amin na liderança da pontuação. Na próxima rodada da VNL, o Brasil folga. Seu próximo jogo é no domingo, 26 de Junho, às 14h, contra a Bulgária, com transmissão do SPORTV 2. Já o Irã, joga contra o Canadá.

OUTROS RESULTADOS

Alemanha 1×3 Holanda

Argentina 3×1 China

Sérvia 3×2 Canadá

Japão 3×2 Itália

Austrália 3×2 Bulgária

*Atualização O oposto Alan sofreu uma ruptura no tendão direito. Será necessário um procedimento cirúrgico. A recuperação levará 6 meses.

O jovem oposto Darlan entrou no lugar do irmão Alan, contundido/Volleyball World/Divulgação FIVB

BRASIL QUEBRA SEQUÊNCIA NEGATIVA DE RESULTADOS

Após perder uma sequência de três jogos consecutivos, o Brasil se recuperou na VNL masculina de vôlei 2022. Jogando contra a Sérvia, em Sófia, na Bulgária, os brasileiros saíram de quadra com uma vitória por 3×0, com parciais de 25/18, 26/24, 25/17. Diante de uma Sérvia alternativa, o Brasil melhorou no serviço e no bloqueio, em relação aos jogos anteriores. Além disso, os brasileiros souberam aproveitar os contra-ataques proporcionados pelo bom volume de jogo. Lucarelli do Brasil e Meljanac da Sérvia foram os maiores pontuadores do confronto, com 14 pontos cada. Com o resultado, os brasileiros entraram na zona de classificação das finais, em Bolonha, na Itália. Na próxima rodada da competição, o Brasil joga contra o Irã, às 10h30, desta sexta-feira, 24 de Junho, com transmissão do SPORTV 2. Já a Sérvia, enfrenta o Canadá.

OUTROS RESULTADOS

França 3×0 Holanda

China 3×0 Alemanha

Polônia 3×0 Canadá

Argentina 1×3 Eslovênia

EUA 0x3 Irã

O serviço brasileiro foi responsável por 8 pontos diretos no fundamento/Volleyball World/Divulgação FIVB

BRASIL SOFRE TERCEIRA DERROTA CONSECUTIVA NA VNL

Pela Liga das Nações masculina de vôlei 2022, o Brasil perdeu seu terceiro jogo consecutivo na competição. Dessa vez, o algoz foi a Polônia. Jogando em Sófia, na Bulgária, os brasileiros foram superados pelos poloneses, por 3×1, com parciais de 25/16, 22/25, 25/16, 25/22. A Polônia ditou o ritmo do jogo, na primeira parcial, com força no serviço. Na segunda parcial, o Brasil melhorou seu volume de jogo, com a entrada de Lucarelli na partida. Nas parciais seguintes, a Polônia retomou o controle da partida, novamente com vantagem no serviço. Ao todo, foram 13 pontos diretos no fundamento. Mesmo com o revés, o oposto Alan foi o maior pontuador do confronto, com 19 pontos. Pela Polônia, Semeniuk marcou 18 pontos. Na próxima rodada da VNL, o Brasil busca a reabilitação contra a Sérvia, nesta quinta-feira, 23 de Junho, às 10h30, com transmissão do SPORTV 2. Já a Polônia, enfrenta o Canadá.

O bloqueio polonês marcou 7 pontos contra 5 do Brasil no fundamento/Volleyball World/Divulgação FIVB

A 2ª SEMANA DA VNL FEMININA 2022

Aconteceu, na semana passada, a segunda etapa de competições da Liga das Nações feminina de vôlei 2022. Após 8 jogos para cada seleção, o Japão manteve a liderança do torneio de forma invicta. O Brasil aparece na 3ª posição, com 18 pontos, 6 vitórias e 2 derrotas. Além de brasileiras e japonesas, o grupo de seleções classificadas para as finais, em Ancara, na Turquia, é composto por: Estados Unidos, Itália, Turquia, China, Sérvia e Tailândia. Confira abaixo, alguns destaques da segunda semana da VNL feminina 2022.

CAMPEONATO EUROPEU

O Brasil não teve vida fácil, na etapa de Brasília da VNL feminina de vôlei 2022. Durante a semana que passou, enfrentou nada mais, nada menos que: as quatro primeiras colocadas do Campeonato Europeu 2021. Pela ordem de classificação: Itália, Sérvia, Turquia e Holanda. O saldo final foi positivo. As brasileiras venceram três dos quatro confrontos contra seleções europeias. A única derrota aconteceu para a Itália, no sábado, 18 de Junho, por 3×1. Pelo que foi apresentado em quadra, a renovada seleção brasileira feminina passou com louvor, em seu primeiro teste de fogo.

O RETORNO DE GABI

Outro fato importante para o Brasil, na 2ª semana de competições da VNL feminina 22, foi o retorno da ponteira Gabi. Campeã de tudo na temporada de clubes na Europa, eleita MVP da última Champions League, Gabi é peça fundamental da seleção brasileira no processo de renovação. Além disso, líder dentro e fora da quadra, Gabi é a bola de segurança do atual time do Brasil. Prova natural disso, é a marcação especial dos adversários sobre os ataques da jogadora. Muito marcada pelas seleções europeias, nos jogos da etapa de Brasília, Gabi teve que se desdobrar para escapar dos bloqueios. Mas, como sempre, não decepcionou! Gabi segurou o piano como ninguém, ajudando nas três vitórias brasileiras.

A ponteira Gabi em ação de ataque contra a Sérvia/Volleyball World/Divulgação FIVB

MARGEM MÍNIMA

Além da participação brasileira, a etapa de Brasília da VNL teve outros destaques. Na reedição da disputa de bronze dos Jogos de Tóquio, Sérvia e Coreia do Sul bateram um recorde da Liga da Nações feminina. Após estar perdendo a primeira parcial, por larga vantagem no placar, a renovada seleção coreana resolveu correr atrás do prejuízo. O set que parecia perdido, durou quase 50 minutos, sendo decidido pela Sérvia apenas no quadragésimo ponto! Isso mesmo, a parcial foi fechada em 40/38, a favor da Sérvia. O jogo ficou em 3×0 também para a Sérvia. O recorde anterior da VNL pertencia ao jogo Tailândia x Itália de 2021, com 35/33, a favor das tailandesas. No link abaixo, você acessa os melhores momentos do confronto entre Sérvia x Coreia do Sul.

FORÇA MÁXIMA

Depois do fracasso nos Jogos de Tóquio, a Itália mudou a tática, resolvendo escalar suas principais atletas para a VNL. A falta de ritmo nos Jogos Olímpicos foi apontada como um dos motivos para o fracasso italiano na competição. Vacinado, o técnico italiano Davide Mazzanti trouxe para Brasília, suas principais peças, diferentemente da primeira semana. Fato é, que a mudança pode ter sido provocada devido ao ranking internacional. Isso porque, o ranking será fundamental na classificação olímpica. Pois bem, dentro de quadra, Egonu e cia. corresponderam com 4 vitórias, nos 4 jogos realizados, incluindo o triunfo sobre o Brasil. Com os resultados, as italianas entraram na zona de classificação da VNL, com 17 pontos e apenas 2 derrotas, em 6 jogos.

Os fãs brasileiros tiveram a oportunidade de ver Egonu atuar na capital federal/Volleyball World/Divulgação FIVB

ALTO NÍVEL

Na outra sede da 2ª semana da VNL feminina, nas Filipinas, China e Estados Unidos, potências olímpicas da modalidade, se enfrentaram. Com uma escalação inédita até o momento, os Estados Unidos massacraram as chinesas no serviço, com 8 pontos diretos no fundamento. A ponteira norte-americana Plummer foi cassada pela China no serviço, mas mesmo assim, marcou 20 pontos. Ela foi a maior pontuadora do jogo. Além disso, a postura agressiva da levantadora norte-americana Hancock fez toda a diferença no confronto. No link abaixo, você confere os melhores momentos desse jogo.

COM VITÓRIA SOBRE A SÉRVIA, BRASIL SE RECUPERA NA VNL

O Brasil se recuperou da derrota para a Itália, pela Liga das Nações feminina de vôlei 2022. Jogando contra a Sérvia, em Brasília, no ginásio Nilson Nelson, o Brasil saiu de quadra com um triunfo por 3×0, com parciais de 25/21, 25/9, 25/21. Foi a sexta vitória brasileira na competição, em 8 jogos. O bloqueio brasileiro foi o fator de desequilíbrio da partida, com 19 pontos diretos no fundamento, em apenas 3 sets. As ponteiras brasileiras Pri Daroit, Gabi e a oposta Kisy empataram na liderança da pontuação, com 14 pontos cada. Pela Sérvia, Bjelica e Milenkovic marcaram 8 pontos cada. Com o resultado, o Brasil assumiu a 3ª posição na classificação geral, com 18 pontos. Na próxima rodada da competição, as brasileiras enfrentam a China, no dia 28 de Junho, às 11h da manhã, em Sófia, na Bulgária, com transmissão do SPORTV 2.

OUTROS RESULTADOS

Bulgária 2×3 Bélgica

Tailândia 1×3 Estados Unidos

Japão 3×1 China

Alemanha 1×3 Rep. Dominicana

Turquia 3×1 Coreia do Sul

A central brasileira Carol lidera as estatísticas de bloqueio da VNL 22/Volleyball World/Divulgação FIVB

BRASIL PERDE PARA A ITÁLIA

O Brasil perdeu da Itália, em partida válida pela Liga das Nações feminina de vôlei 2022. Jogando em Brasília, no ginásio Nilson Nelson, as brasileiras foram derrotadas pelas italianas, por 3×1, com parciais de 25/17, 25/15, 14/25, 25/14. Foi a primeira derrota do Brasil para a Itália, na história da VNL. A central italiana Sara Bonifácio, em grande dia, marcou 7 pontos de bloqueio. A oposta Paola Egonu da Itália foi a maior pontuadora do duelo, com 22 pontos. Pelo Brasil, Kisy marcou 12 pontos.

O JOGO

Nas duas primeiras parciais do confronto, a Itália foi superior em todos os fundamentos. A levantadora brasileira Macris distribuiu seu jogo, sem o passe na mão, pressionando a virada de bola. Para complicar, as brasileiras cometeram muitos erros no serviço. Na terceira parcial, o jogo se inverteu. A Itália relaxou e caiu de rendimento. O Brasil melhorou. Mas na parcial seguinte, as italianas retomaram o seu jogo. As brasileiras voltaram a sofrer na recepção, e a Itália fechou a partida em 3×1.

PRÓXIMA RODADA

Na próxima rodada da competição, o Brasil enfrenta a Sérvia, às 10h da manhã, deste Domingo, 19 de Junho, com transmissão da TV Globo e do SPORTV 2. Já a Itália, se prepara para a terceira semana de VNL 22, em Sófia, na Bulgária.

A Itália conquistou 4 vitórias, em 4 jogos, na etapa de Brasília, entrando na zona de classificação para as finais em Ancara/Volleyball World/Divulgação FIVB

COM FERROLHO DEFENSIVO, BRASIL DERROTA HOLANDA

Pela Liga das Nações feminina de vôlei 2022, o Brasil bateu a Holanda. Em sua sexta partida na competição, jogando em casa, em Brasília, as brasileiras derrotaram as holandesas, por 3×0, com parciais de 25/16, 25/15, 25/23. O Brasil amassou a Holanda nas duas primeiras parciais, com um ferrolho defensivo. As holandesas tiveram muitas dificuldades para colocar a bola no chão. A líbero brasileira Nyeme esteve em grande dia, com defesas incríveis. A Holanda até esboçou uma reação na terceira parcial, dando muito trabalho, mas não teve jeito. O dia era do Brasil. Pri Daroit, Gabi e Kisy empataram na liderança da pontuação da partida, com 13 pontos cada. Pela Holanda, a jovem ponteira Knollema marcou 12 pontos. Na próxima rodada da competição, o Brasil folga. Já a Holanda, busca sua primeira vitória contra a República Dominicana.

OUTROS RESULTADOS

Polônia 3×2 Tailândia

Canadá 3×1 Bélgica

Bulgária 0x3 Japão

Sérvia 3×0 Coreia do Sul

Itália 3×2 Rep. Dominicana

A ponteira Pri Daroit foi a bola de segurança de Macris/Volleyball World/Divulgação FIVB

DE VIRADA, BRASIL SUPERA TURQUIA

Pela Liga das Nações 2022, a seleção brasileira feminina de vôlei venceu a Turquia. Jogando em casa, na capital federal, as brasileiras superaram as turcas, por 3×1, com parciais de 19/25, 25/23, 25/23, 25/23. Em disputa equilibrada, o confronto foi decidido no serviço. Enquanto sacava melhor, a Turquia tinha o controle do jogo. Com algumas substituições, o Brasil recuperou a confiança pressionando no fundamento. As brasileiras também foram superiores no bloqueio. Mesmo com a derrota, a oposta turca Karakurt foi a maior pontuadora da partida, com 21 pontos. Pelo Brasil, apesar de muito marcada, Gabi anotou 20 pontos. Na próxima rodada da VNL 2022, as brasileiras enfrentam a Holanda, nesta quinta-feira, 16 de Junho, às 21h, com transmissão do SPORTV 2. Já a Turquia, folga na rodada.

A jovem ponteira Julia Bergmann entrou na partida, sendo uma das substituições realizadas por José Roberto/Volleyball World/Divulgação FIVB