SUPERLIGA MASCULINA 2022/2023

Começa nesta sexta-feira, 21 de Outubro, a Superliga Masculina 2022/2023. O atual campeão da competição, Sada/Cruzeiro, enfrenta em Fortaleza, o Rede Cuca Vôlei. A partida terá transmissão do SPORTV 2, a partir das 20h. Outros cinco jogos, ao longo dos próximos dias, complementam a 1ª rodada da Superliga Masculina 2022/2023. São elas: América Vôlei x Café Vasconcelos/Araguari, Sesi/SP x Suzano, Brasília Vôlei x Minas, Vôlei Guarulhos x Apan Eleva, Vôlei Renata/Campinas x Farma Conde São José.

Para a temporada 2022/2023, a Superliga voltará a ter finais na TV aberta. Dessa forma, o título da competição será disputado em jogo único. As outras fases eliminatórias do torneio serão decididas em melhor de três jogos. Além do retorno da final em jogo único, a Superliga promete o uso da tecnologia do Challenge nesta edição de 2022/2023. Além disso, prevê punição aos clubes em casos de homofobia, racismo, entre outros. Confira abaixo um panorama da competição para a temporada 2022/2023.

FAVORITISMO

O Sada/Cruzeiro é o principal favorito ao título da temporada da Superliga. O time multicampeão pode engatar uma nova sequência de títulos da competição, após quebrar um jejum de três anos sem vencer o torneio, na temporada passada. Como todos devem recordar, a última final da Superliga Masculina foi entre duas equipes mineiras, até então, algo inédito na história do torneio. Nesta temporada, será difícil repetir o feito. Sesi/SP, Vôlei Renata/Campinas, Vôlei Guarulhos e São José dos Campos são os candidatos a estragar os planos mineiros.

CAFÉ COM LEITE

Como já dito pelo blog, em outras temporadas, a versão masculina da Superliga tende a ser dominada por paulistas e mineiros. Para se ter uma ideia, 9 times da competição pertencem aos dois estados. Portanto, uma fase eliminatória apenas com times dos dois estados está no radar. Apesar disso, esse cenário é improvável neste momento, graças à participação do Apan Blumenau, que provavelmente deve ser o único time de fora de Minas e São Paulo classificado para os playoffs.

REBAIXAMENTO

De volta à Superliga, o tradicional time de Suzano tem pretensões modestas no seu retorno ao torneio. Jogando em uma nova arena, o time deve lutar pela permanência na Superliga. Seus principais adversários na luta contra o rebaixamento são: Brasília Vôlei, Araguari e Rede Cuca. Para o blog, Suzano deve conseguir alcançar seus objetivos. Único representante do Nordeste, Rede Cuca Vôlei é o principal candidato ao rebaixamento.

O Sada/Cruzeiro é o atual campeão da Superliga Masculina/Divulgação CBV/Eliezer Esportes/MTC

SADA/CRUZEIRO É PENTACAMPEÃO DA SUPERCOPA

A equipe do Sada/Cruzeiro pela 5ª vez no alto do pódio da Supercopa/Divulgação CBV/Inovafoto/Wellington Lima

O Sada/Cruzeiro abriu a temporada com a conquista da Supercopa. Foi o quinto título da competição vencido pelos cruzeirenses. Anteriormente, o Sada ganhou a Supercopa em 2015, 2016, 2017, 2021. Neste ano, jogando no Recife, no ginásio Geraldão, contra o Minas, o Cruzeiro venceu o torneio, com uma vitória por 3×0, com parciais de 25/19, 25/14, 25/18.

O ponteiro cubano López do Cruzeiro foi o maior pontuador da final, com 15 pontos. Ao final do jogo, em votação popular pela internet, o oposto Wallace foi eleito “Craque de Ouro Unicesumar”. Com o resultado, o Cruzeiro conquistou o primeiro título da temporada de clubes no naipe masculino.

Ao final do confronto, o técnico do Sada/Cruzeiro, Filipe Ferraz, comentou sobre a conquista da Supercopa, em entrevista para CBV. “Foi uma conquista importante. Fizemos uma apresentação brilhante, apesar do pouco tempo com o time completo. Tenho que parabenizar atletas e comissão técnica. O time tem muito a crescer. Foi maravilhoso o modo como a torcida nos recebeu aqui em Recife, todo o carinho, a casa cheia. Eles mostraram o quanto apreciam o voleibol”.

SADA/CRUZEIRO Uriarte, Wallace, Lopez, Rodriguinho, Otávio, Lucão e Lukinha (líbero). Técnico: Filipe Ferraz

MINAS William, Vissotto, Honorato, Marcus, Matheus Pinta, Kelvi e Maique (líbero). Entraram: Saliba, Rendrick, Juninho, Arthur Bento, Henrique. Técnico: Nery Tambeiro.

O oposto Wallace com a premiação individual da Unicesumar/Divulgação CBV/Inovafoto/Wellington Lima