SÃO JOSÉ É PUNIDO COM PERDA DE PONTOS NA SUPERLIGA

O Farma Conde/São José dos Campos foi punido pelo STJD, com perda de 5 pontos na tabela da Superliga Masculina 22/23, por escalação irregular de dois jogadores. O fato aconteceu na estreia da equipe na competição, contra o Vôlei Renata/Campinas, no dia 22 de outubro. O oposto cubano Sanchez e o ponteiro estoniano Taht não possuíam situação regular para disputar a partida. A decisão pela punição foi tomada em sessão realizada ontem, 17 de novembro, confirmada hoje em nota divulgada pela CBV, com base no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). De acordo com nota da CBV, ainda cabe recurso do São José junto ao pleno do STJD.

A equipe do Farma Conde/São José dos Campos em foto divulgação da Superliga Masculina 22/23

Fonte: CBV

O JOGO DA RODADA – Sada/Cruzeiro sofre segunda derrota consecutiva

O Sada/Cruzeiro perdeu novamente na Superliga Masculina 2022/2023. Foi a segunda derrota consecutiva na competição. Jogando em casa, no ginásio do Riacho, em Contagem, pela quinta rodada do torneio, o Cruzeiro sofreu um revés para o rival Minas, por 3×1, com parciais de 21/25, 20/25, 25/17, 23/25. Com o resultado, o Minas venceu o Cruzeiro pela primeira vez na temporada. Anteriormente, o Minas havia perdido para o rival em partidas válidas pela Supercopa e Campeonato Mineiro. Além disso, o Minas manteve a liderança e a invencibilidade na Superliga Masculina 2022/2023.

NÚMEROS

Mesmo com a derrota para o Minas, o oposto Wallace foi o maior pontuador do clássico, com 19 pontos. Pelo Minas, o oposto Vissoto também foi o maior pontuador da partida, com 15 pontos. A grande vitória do Minas, pode ser creditada pela eficiência no serviço. Principal fundamento do Cruzeiro, o serviço fez a diferença no clássico para o Minas, com 4 pontos diretos no fundamento. Além disso, em virtude do bom saque, o Minas bloqueou melhor. No total, o Minas marcou 13 pontos de bloqueio no jogo contra 7 do Cruzeiro.

O bloqueio do Minas foi muito bem contra o Cruzeiro/Divulgação MTC/Orlando Bento

TROFÉU VIVA VÔLEI

O ponteiro Honorato do Minas foi eleito o melhor jogador em quadra do clássico mineiro, pela Superliga Masculina 2022/2023, por votação popular na internet. Ao final do confronto, ele recebeu o troféu Viva Vôlei. Já por opinião do comentarista do SPORTV, Marcos Freitas, o ponteiro Marcus Coelho do Minas foi escolhido o melhor em quadra.

O ponteiro Honorato do Minas, com o troféu Viva Vôlei/Divulgação MTC/Orlando Bento

PRÓXIMA RODADA

Na próxima rodada da competição, o Sada/Cruzeiro enfrenta o Vôlei Guarulhos, no domínio adversário, em partida adianta da 9ª rodada do turno. O confronto está marcado para a quinta-feira, 17 de Novembro, às 21h30, com transmissão do SPORTV 2. Já o Minas, recebe o Araguari, na Arena Uni-BH, em Belo Horizonte, no sábado, 19 de Novembro, às 21h, pela 6ª rodada do turno. O jogo terá transmissão do Canal Vôlei Brasil na internet.

OS CAMPEÕES ESTADUAIS DE 2022

Durante a disputa do Campeonato Mundial 2022, nas duas categorias, o calendário nacional do voleibol teve andamento com os campeonatos estaduais. No naipe masculino, os dois torneios principais, o Mineiro e o Paulista, foram encerrados primeiramente, no último mês de Outubro. Nas gerais, o Cruzeiro manteve a incrível hegemonia, com a conquista do 13º título estadual consecutivo, ao bater o Minas na final, por 3×0. Já em São Paulo, o Vôlei Renata/Campinas venceu o principal campeonato estadual do país, pela terceira vez, com duas vitórias por 3×1 sobre o Sesi/SP.

O Vôlei Renata/Campinas manteve a hegemonia no estado de São Paulo/Divulgação Vôlei Renata

FEMININO

No naipe feminino, os três principais campeonatos estaduais conheceram os seus campeões ao final do Mundial feminino 2022. Primeiramente, em São Paulo, o Sesi/Bauru voltou a vencer o campeonato, após 4 anos. Na grande final, o Sesi/Bauru bateu a surpresa do torneio, o Pinheiros, que voltou a uma final de Paulista, depois de 6 anos. No Rio de Janeiro, o Sesc/Flamengo superou o Fluminense, na decisão do título, mais uma vez. Foi o décimo oitavo título estadual do time de Bernardinho. Por fim, em Minas Gerais, o Gerdau/Minas derrotou o Praia Clube, por 3×1, conquistando o título estadual novamente, após perder em 2021 para o time de Uberlândia.

O Minas voltou a conquistar o título do Mineiro, após 2 anos/Divulgação Eliezer/Praia Clube

A 1ª RODADA DA SUPERLIGA MASCULINA 2022/2023

Teve início a temporada 2022/2023 da Superliga Masculina. A rodada inaugural da competição aconteceu no último final de semana. O atual campeão da Superliga, Sada/Cruzeiro, enfrentou o estreante do Nordeste, Rede Cuca Vôlei, no jogo de estreia. Outras cinco partidas complementaram a 1ª rodada da Superliga Masculina 2022/2023. Confira abaixo, o panorama da abertura da competição.

1ª RODADA

Na sexta-feira, 21 de Outubro, o Sada/Cruzeiro começou a Superliga Masculina 2022/2023 com o pé direito. Jogando em Fortaleza, contra o Rede Cuca, o Sada/Cruzeiro foi pressionado pelo serviço do time nordestino, nas duas primeiras parciais, porém venceu a estreia na Superliga, por 3×0, com parciais de 25/21, 25/20, 25/15. O ponteiro Rodriguinho foi o maior pontuador do confronto, com 17 pontos.

O levantador argentino Uriarte à direita, é um dos reforços do Sada/Cruzeiro para a temporada/Agência i7/Sada/Cruzeiro

No sábado, 22 de Outubro, dois jogos agitaram a rodada inaugural da Superliga Masculina 2022/2023. Em Montes Claros, o América Vôlei foi surpreendido, dentro de casa, pelo Araguari Vôlei. O placar final do jogo ficou em 3×2, a favor do Araguari Vôlei, com parciais de 25/23, 20/25, 25/22, 20/25, 15/10.

A outra partida do sábado, aconteceu em Campinas, em um dos jogos mais equilibrados da rodada, no duelo entre Vôlei Renata e Farma Conde São José. Em jogo de recuperação, o São José bateu o rival Vôlei Renata, atual tricampeão paulista, no tie-break, com parciais de 16/25, 30/28, 23/25, 25/21, 15/12. O cubano Sanchez foi o maior pontuador da virada do São José, com 30 pontos.

No domingo, 23 de Outubro, mais dois jogos da Superliga Masculina 2022/2023 aconteceram no estado de São Paulo. Na Vila Leopoldina, o Sesi/SP teve muitas dificuldades no confronto com o Suzano. O jogo marcou o retorno da equipe do interior paulista à primeira divisão da Superliga. No fim, deu a lógica, com vitória do Sesi/SP, por 3×2, com parciais de 25/23, 23/25, 18/25, 25/17, 15/13.

Mais tarde, na reedição do duelo de quartas de final da última Superliga, o Vôlei Guarulhos bateu o Apan/Blumenau, em casa, por 3×1. O ponteiro Lucas Cho Cho do Guarulhos foi o maior pontuador do jogo, com 22 pontos. Ele ainda recebeu o troféu Viva Vôlei de melhor jogador do confronto.

O ponteiro Lucas Cho Cho com o troféu Viva Vôlei/Mauro Horita

Por fim, na segunda-feira, 24 de Outubro, o Minas foi até Brasília fazer o seu jogo de estreia na competição. Em uma das melhores apresentações da 1ª rodada, o Minas venceu o Brasília no domínio adversário, em sets diretos, com parciais de 25/21, 25/22, 25/16. Honorato e Vissoto do Minas, foram os maiores pontuadores do jogo, com 12 pontos cada. O ponteiro Honorato ficou com o troféu Viva Vôlei de melhor jogador da partida.

O Minas é o atual vice-campeão da Superliga Masculina/Rogério Guerreiro/Divulgação Brasília Vôlei

Fonte: CBV

SUPERLIGA MASCULINA 2022/2023

Começa nesta sexta-feira, 21 de Outubro, a Superliga Masculina 2022/2023. O atual campeão da competição, Sada/Cruzeiro, enfrenta em Fortaleza, o Rede Cuca Vôlei. A partida terá transmissão do SPORTV 2, a partir das 20h. Outros cinco jogos, ao longo dos próximos dias, complementam a 1ª rodada da Superliga Masculina 2022/2023. São elas: América Vôlei x Café Vasconcelos/Araguari, Sesi/SP x Suzano, Brasília Vôlei x Minas, Vôlei Guarulhos x Apan Eleva, Vôlei Renata/Campinas x Farma Conde São José.

Para a temporada 2022/2023, a Superliga voltará a ter finais na TV aberta. Dessa forma, o título da competição será disputado em jogo único. As outras fases eliminatórias do torneio serão decididas em melhor de três jogos. Além do retorno da final em jogo único, a Superliga promete o uso da tecnologia do Challenge nesta edição de 2022/2023. Além disso, prevê punição aos clubes em casos de homofobia, racismo, entre outros. Confira abaixo um panorama da competição para a temporada 2022/2023.

FAVORITISMO

O Sada/Cruzeiro é o principal favorito ao título da temporada da Superliga. O time multicampeão pode engatar uma nova sequência de títulos da competição, após quebrar um jejum de três anos sem vencer o torneio, na temporada passada. Como todos devem recordar, a última final da Superliga Masculina foi entre duas equipes mineiras, até então, algo inédito na história do torneio. Nesta temporada, será difícil repetir o feito. Sesi/SP, Vôlei Renata/Campinas, Vôlei Guarulhos e São José dos Campos são os candidatos a estragar os planos mineiros.

CAFÉ COM LEITE

Como já dito pelo blog, em outras temporadas, a versão masculina da Superliga tende a ser dominada por paulistas e mineiros. Para se ter uma ideia, 9 times da competição pertencem aos dois estados. Portanto, uma fase eliminatória apenas com times dos dois estados está no radar. Apesar disso, esse cenário é improvável neste momento, graças à participação do Apan Blumenau, que provavelmente deve ser o único time de fora de Minas e São Paulo classificado para os playoffs.

REBAIXAMENTO

De volta à Superliga, o tradicional time de Suzano tem pretensões modestas no seu retorno ao torneio. Jogando em uma nova arena, o time deve lutar pela permanência na Superliga. Seus principais adversários na luta contra o rebaixamento são: Brasília Vôlei, Araguari e Rede Cuca. Para o blog, Suzano deve conseguir alcançar seus objetivos. Único representante do Nordeste, Rede Cuca Vôlei é o principal candidato ao rebaixamento.

O Sada/Cruzeiro é o atual campeão da Superliga Masculina/Divulgação CBV/Eliezer Esportes/MTC

SADA/CRUZEIRO É PENTACAMPEÃO DA SUPERCOPA

A equipe do Sada/Cruzeiro pela 5ª vez no alto do pódio da Supercopa/Divulgação CBV/Inovafoto/Wellington Lima

O Sada/Cruzeiro abriu a temporada com a conquista da Supercopa. Foi o quinto título da competição vencido pelos cruzeirenses. Anteriormente, o Sada ganhou a Supercopa em 2015, 2016, 2017, 2021. Neste ano, jogando no Recife, no ginásio Geraldão, contra o Minas, o Cruzeiro venceu o torneio, com uma vitória por 3×0, com parciais de 25/19, 25/14, 25/18.

O ponteiro cubano López do Cruzeiro foi o maior pontuador da final, com 15 pontos. Ao final do jogo, em votação popular pela internet, o oposto Wallace foi eleito “Craque de Ouro Unicesumar”. Com o resultado, o Cruzeiro conquistou o primeiro título da temporada de clubes no naipe masculino.

Ao final do confronto, o técnico do Sada/Cruzeiro, Filipe Ferraz, comentou sobre a conquista da Supercopa, em entrevista para CBV. “Foi uma conquista importante. Fizemos uma apresentação brilhante, apesar do pouco tempo com o time completo. Tenho que parabenizar atletas e comissão técnica. O time tem muito a crescer. Foi maravilhoso o modo como a torcida nos recebeu aqui em Recife, todo o carinho, a casa cheia. Eles mostraram o quanto apreciam o voleibol”.

SADA/CRUZEIRO Uriarte, Wallace, Lopez, Rodriguinho, Otávio, Lucão e Lukinha (líbero). Técnico: Filipe Ferraz

MINAS William, Vissotto, Honorato, Marcus, Matheus Pinta, Kelvi e Maique (líbero). Entraram: Saliba, Rendrick, Juninho, Arthur Bento, Henrique. Técnico: Nery Tambeiro.

O oposto Wallace com a premiação individual da Unicesumar/Divulgação CBV/Inovafoto/Wellington Lima