ITAMBÉ/MINAS É PENTACAMPEÃO SUL-AMERICANO

O Itambé/Minas conquistou o título do Sul-Americano feminino de vôlei 2020. Foi a quinta conquista do Minas na história da competição, a terceira consecutiva. Anteriormente, o Minas foi campeão sul-americano em 1999, 2000, 2018 e 2019. Em 2020, jogando em Uberlândia, no ginásio Sabiazinho, contra o Praia Clube, em jogo válido pela 4ª rodada do torneio, o Minas bateu o Praia Clube, por 3×0, com parciais de 25/22, 27/25, 25/16. Com o resultado, o Minas foi campeão sul-americano invicto, sem perder uma parcial sequer.

Ao final do duelo decisivo contra o Praia, a central Thaísa do Minas, eleita MVP da competição, falou sobre a conquista do título, com a assessoria da Confederação Sul-Americana. “Trabalhamos, lutamos, jogamos com dor, não tiramos férias para ganhar títulos. Hoje, jogamos como uma equipe e todos fizeram o possível, todo o tempo. Este título é a recompensa por tudo isto”.

DENTIL/PRAIA CLUBE Claudinha, Martínez, Carol, Walewska, Garay, Michelle, Laís (L). Entraram: Ananda, Fawcett, Monique, Pri Dairot, Fran, Suelen (L). Técnico: Paulo Coco

ITAMBÉ/MINAS Macris, Sheilla, Thaísa, Gattaz, Acosta, Rabadzhieva, Leia (L). Entraram: Kasiely, Vivian. Técnico: Nicola Negro

SELEÇÃO DO SUL-AMERICANO 2020

A seleção do Sul-Americano 2020 foi composta pela levantadora Macris do Minas, a oposta dominicana Martínez do Praia, as centrais Carol Gattaz do Minas e Carol do Praia, a ponteira búlgara Rabadzhieva do Minas, a ponteira argentina Bulaich do San Lorenzo, e a líbero Leia do Minas.

A CAMPANHA DO TÍTULO

Round robin

18/02 Minas 3×0 Universidad Boliviana 25/12, 25/14, 25/14

19/02 Minas 3×0 Boca Juniors 25/17, 25/12, 25/16

20/02 Minas 3×0 San Lorenzo 25/11, 25/17, 25/12

21/02 Praia Clube 0x3 Minas 22/25, 25/27, 16/25

O Minas no lugar mais alto do pódio/Divulgação CSV/Raphael Oliveira

MINAS E PRAIA A UMA VITÓRIA DO TÍTULO SUL-AMERICANO 2020

Minas e Praia estão a uma vitória do título feminino do Sul-Americano 2020. As duas equipes decidem o campeonato, em jogo decisivo, válido pela 4ª rodada da competição, no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia. Até o momento, os dois times mineiros venceram todos as partidas do torneio. O Minas está em busca do quinto título da competição, sendo o atual bicampeão sul-americano. O Praia tenta uma conquista inédita. Anteriormente, o time de Uberlândia foi vice-campeão em 2017 e 2019.

Em 2020, durante o campeonato, em alguns confrontos, Praia e Minas utilizaram formações mistas. No entanto, mesmo com a superioridade técnica brasileira contra os rivais do continente, ontem, jogando em casa, o Praia precisou do tie-break para bater o Boca Juniors. Já o Minas, não cedeu uma parcial sequer na competição, com 3 vitórias, pelo placar de 3×0. Além das equipes brasileiras e do Boca Juniors da Argentina, participam do torneio, o San Lorenzo da Argentina e o Universidad Católica Boliviana.

A disputa pelo título do Sul-Americano 2020, acontece nessa sexta-feira, 21 de Fevereiro, entre Minas e Praia, na cidade de Uberlândia, a partir das 20h, com transmissão do canal a cabo SPORTV 2 e do canal da Confederação Sul-Americana na internet, em sua página no Facebook.

CRUZEIRO É CAMPEÃO SUL-AMERICANO PELA 7ª VEZ

Pela 7ª vez, o Sada/Cruzeiro é campeão Sul-Americano. Em 2020, jogando em casa, no ginásio do Riacho, em Contagem, a equipe cruzeirense bateu o UPCN da Argentina na grande final da competição. O placar final do confronto ficou em 3×1, a favor do time celeste, com parciais de 25/18, 14/25, 25/19, 25/23. Foi o quinto título sul-americano consecutivo do Cruzeiro na história do torneio. Anteriormente, os comandados de Marcelo Mendez venceram as edições de 2012, 2014, 2016, 2017, 2018 e 2019. Completou o pódio do campeonato, em 3º lugar, o EMS/FUNVIC/Taubaté, após derrotar o Bolívar, por 3×1, na disputa do bronze.

Após a decisão, o levantador Cachopa do Cruzeiro, eleito o MVP do Sul-Americano 2020, falou sobre a conquista do título com a Confederação Sul-Americana de Vôlei. “Estou muito feliz por esta conquista. Jogamos contra uma equipe difícil, que toca em todas as bolas, com um bom sistema defensivo. Porém, nos preparamos para cada partida, por muito tempo, necessitando sempre saber como enfrentar cada adversário. Hoje soubemos como jogar para poder ganhar”.

SELEÇÃO DO SUL-AMERICANO 2020

A seleção do Sul-Americano 2020 foi composta pelo levantador búlgaro Brajkovic do UPCN, o oposto Luan do Cruzeiro, o ponteiro argentino Conte do Cruzeiro e o ponteiro cubano Lopez do UPCN, os centrais Otávio do Cruzeiro e Maurício Souza do Taubaté, e o líbero Perren do UPCN.

A CAMPANHA DO TÍTULO

1ª Fase – Grupo B

11/02 Cruzeiro 3×0 Juan Ferreira 25/14, 25/14, 25/14

12/02 Cruzeiro 3×0 Bolívar 25/18, 29/27, 25/23

Semifinal

14/01 Cruzeiro 3×2 Taubaté 23/25, 25/16, 21/25, 25/23, 15/13

Final

15/01 Cruzeiro 3×1 UPCN 25/18, 14/25, 25/19, 25/23

O campeão Sul-Americano 2020/Divulgação CSV

CRUZEIRO E UPCN NA FINALÍSSIMA DO SUL-AMERICANO 2020

Cruzeiro e UPCN da Argentina decidem nesse sábado, 15 de Fevereiro, em Contagem, o título do Sul-Americano 2020. Pela 4ª vez, as duas equipes disputam a grande final da competição. O time mineiro busca o heptacampeonato sul-americano. As últimas quatro edições do torneio foram vencidas pelo Cruzeiro. Já a equipe argentina luta pelo tricampeonato. Anteriormente, o UPCN foi campeão sul-americano em 2013 e 2015.

Para chegar a decisão desse ano, o Sada/Cruzeiro bateu o outro time brasileiro da competição, o EMS/Funvic/Taubaté, na semifinal. O placar final do confronto ficou em 3×2, a favor dos cruzeirenses, com parciais de 23/25, 25/16, 21/25, 25/23, 15/13. O ponteiro argentino Conte foi o maior pontuador da partida com 18 pontos.

Já o UPCN conquistou a classificação para a finalíssima do Sul-Americano, depois de superar o rival argentino do campeonato, Bolívar, na outra semifinal. O placar final do duelo ficou em 3×1, a favor do UPCN, com parciais de 25/23, 19/25, 26/24, 25/22.

A disputa do título de 2020, entre Cruzeiro e UPCN, acontece a partir das 21h30, no ginásio do Riacho, em Contagem, com transmissão do SPORTV 2 e do canal da Confederação Sul-Americana na internet, em sua página no Facebook.

Fonte: CSV

O SUL-AMERICANO DE CLUBES 2020

Começa amanhã, 11 de Fevereiro, em Contagem, Minas Gerais, o Sul-Americano masculino de vôlei 2020, com seis equipes participantes. Como representante do Brasil na competição, além do Cruzeiro, sede do torneio, disputa o título, o atual campeão da Superliga, EMS/Funvic/Taubaté. Os outros clubes do Sul-Americano são dois da Argentina, UPCN e Bolívar, um do Peru, Regatas Lima, e um do Uruguai, Juan Ferreira. Divididos em dois grupos com 3 times, os dois melhores de cada chave avançam para as semifinais. Os vencedores desses confrontos decidem o título sul-americano de 2020, no sábado, 15 de Fevereiro.

A julgar pelos participantes, a promessa é de uma competição forte. Pela 1ª vez, em muitos anos, o Cruzeiro corre o risco de perder a hegemonia no continente. O time mineiro venceu as últimas quadro edições do Sul-Americano. Para o clube, tal resultado seria uma catástrofe para o planejamento da próxima temporada. Isso porque, para disputar o Mundial, no fim do ano, o Sada ficaria na dependência de um convite da FIVB. Nessa edição do Sul-Americano, o Sada/Cruzeiro busca o seu sétimo título da competição, por sediar o evento em casa, na cidade de Contagem.

O representante brasileiro na quadra, de fato, ou seja, vencedor da última Superliga, é o Taubaté. No entanto, nos últimos dias, segundo fontes da imprensa, o time do Vale do Paraíba está com os salários dos jogadores atrasados. De acordo com eles, o Taubaté enfrenta uma crise financeira. Evidentemente, isso pode afetar o desempenho do time no Sul-Americano. Apesar disso, não dá para descartar o Taubaté do posto de um dos favoritos da competição, ao lado do Cruzeiro.

Sobre os rivais estrangeiros, os times argentinos UPCN e Bolívar, estão muito bem posicionados, com boas chances de título. No ano passado, com muita dificuldade, em dois jogos parelhos, o Cruzeiro bateu dois times argentinos, para ser campeão sul-americano. É bom lembrar também que o UPCN já foi campeão da competição em 2013 e 2015. Sobre os outros dois times, o uruguaio e o peruano, restará a eles o papel de coadjuvantes.

Feminino

Na próxima semana, depois da versão masculina, antes do Carnaval, será a vez do Sul-Americano feminino. Disputado em Uberlândia, Minas Gerais, a competição terá a participação de 5 times do continente. Além do Praia Clube, sede do evento, disputam o título de 2020: o Minas, atual campeão da Superliga, Boca Juniors e San Lorenzo da Argentina e o Universidad Católica da Bolívia. Todos jogam contra todos em turno único. A equipe com maior número de vitórias será campeã.

Defendendo o título do ano passado, em busca do penta da competição, o Minas terá a difícil tarefa de enfrentar o rival mineiro no domínio adversário. Erros no planejamento do elenco da equipe podem pesar. O reforço da ponteira búlgara Rabadzhieva pode diminuir o prejuízo do Minas na entrada de rede.

Na temporada, em 5 jogos, o Praia venceu 4 jogos. No momento, o time de Uberlândia está em melhor fase, sendo o favorito ao título Sul-Americano. Além de líder da Superliga, já levantou o caneco do Mineiro e da Supercopa na temporada. Com o apoio da torcida, pode conquistar o título inédito do torneio, dentro de casa.