FIVB ANUNCIA LIGA DAS NAÇÕES EM FORMATO DE BOLHA

Na última terça-feira, 26 de Janeiro, a Federação Internacional de Vôlei (FIVB) anunciou que a Liga das Nações 2021 será disputada em formato de bolha. A ideia foi aprovada pelo conselho da entidade. Não há definição sobre a sede do evento, nos dois naipes. A FIVB ainda pretende abrir negociação com os países interessados em receber a VNL 2021.

Segundo a nota da federação, o formato de bolha foi escolhido para garantir a organização do evento e a saúde de todos os envolvidos, em virtude da pandemia do coronavírus. A sede do evento acomodará as 16 seleções de cada naipe, com testes frequentes de detecção do vírus nos atletas. A fórmula original da Liga das Nações será preservada com partidas da 1ª fase e finais no mesmo local.

Bolha

A decisão da FIVB em organizar a sua principal competição anual em formato de bolha chega com um ano de atraso. Em 2020, essa foi a solução encontrada pela NBA – liga profissional de basquete americano, para não paralisar a sua competição, devido ao COVID-19. Era perfeitamente possível para a FIVB, realizar a Liga das Nações 2020 nesse formato, que não é nenhuma novidade.

Em 2003, a mesma FIVB, em meio a um grave surto de gripe na Ásia, tão quanto o coronavírus, promoveu o Grand Prix na Itália, ao invés de realizar o evento no continente asiático. O formato da competição não foi mantido como pretende a FIVB para a VNL 2021, porém realizado com sede única para 1ª fase e finais, como pretendido no formato de bolha. Deu tão certo que a Itália sediou as finais do evento no ano seguinte. Portanto, comprovando que, a solução encontrada para a VNL 2021 poderia ter ocorrido na edição do ano passado, não fosse a má vontade política.