DE VIRADA, ITAMBÉ/MINAS É HEPTACAMPEÃO MINEIRO

Pela sétima vez, o Itambé/Minas é campeão mineiro feminino de vôlei. Jogando em Uberlândia, na Arena Praia, pela 3ª rodada da competição, o atual campeão sul-americano derrotou o Praia Clube, time da casa, de virada, por 3×1, com parciais de 22/25, 25/15, 25/12, 25/22. Com o resultado, o Minas igualou a marca de títulos estaduais do Praia no campeonato mineiro. As duas equipes possuem 7 conquistas na história do torneio. Completou o pódio da competição de 2020, na 3ª posição, o Brasília Vôlei após vencer o Valinhos por 3×0, também em jogo válido pela 3ª rodada do torneio.

Ao final da partida, a central Thaísa do Minas conversou com a imprensa sobre o jogo com o Praia e a conquista do título. “É muito difícil jogar contra o Praia, a gente tem de entrar forte. Começamos mal, mas depois retomamos o nosso jogo. Estamos felizes com a vitória, mas sabemos que todos os times ainda vão evoluir muito. De qualquer forma, ganhar um clássico e ganhar um título é muito bom”.

O campeão mineiro feminino de vôlei 2020/Divulgação FMV

APÓS 3 ANOS, OSASCO VENCE O PAULISTA NOVAMENTE

Depois de 3 anos de jejum, o Osasco/Audax voltou a conquistar o Campeonato Paulista feminino de vôlei. Foi o décimo quinto título estadual da equipe na história da competição. Em 2020, na decisão do torneio, jogando no domínio adversário, no Ginásio Panela de Pressão, contra o Sesi/Bauru, após abrir 2×0 no placar, o Osasco sofreu uma virada no tie-break. Como havia vencido o 1º jogo das finais, em casa, também no tie-break, o time dirigido pelo técnico Luizomar de Moura precisou do Golden Set para conquistar o campeonato por 25×22. Com a derrota, depois de uma 1ª fase invicta, o time do técnico Anderson Rodrigues perdeu a chance de conquistar o 2º título estadual. Em 2018, o Sesi/Bauru foi campeão paulista derrotando o Osasco nas finais.

O campeão paulista pela 15ª vez/Divulgação

SESC/FLAMENGO É CAMPEÃO CARIOCA

Ontem, 19 de Outubro, na Gávea, no Rio de Janeiro, o Sesc/Flamengo conquistou o Campeonato Carioca feminino de vôlei 2020. Na decisão do título, a equipe rubro-negra derrotou o Fluminense por 3×0, com parciais de 25/22, 25/19, 25/22. Foi o primeiro título da recém parceria entre o time de Bernardinho e o clube de futebol mais popular do país. Com o resultado, o bicampeão olímpico foi campeão carioca feminino pela 17ª vez.

Como Rio de Janeiro, o projeto de Bernardinho venceu o estadual feminino por 16 vezes. A última vez em que uma equipe quebrou essa hegemonia foi em 2016. Naquele ano, o Fluminense, maior campeão estadual com 28 títulos, venceu o campeonato. Já o Flamengo, não era campeão carioca desde 1984, há 36 anos.

O campeão carioca ergue o troféu/Divulgação

CAMPEONATO MINEIRO FEMININO 2020

SADA/CRUZEIRO MANTÉM HEGEMONIA EM MINAS

No último sábado, 17 de Outubro, em Belo Horizonte, na Arena Minas, o Sada/Cruzeiro conquistou o Campeonato Mineiro de 2020. Foi o décimo segundo título do time celeste na competição. A equipe comandada pelo argentino Marcelo Mendez mantém uma hegemonia estadual de 11 anos. Anteriormente, o Cruzeiro foi campeão mineiro em 2008, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019.

Em 2020, na decisão, o Sada bateu o rival Minas por 3×1, com parciais de 25/21, 25/17, 23/25, 25/23. Foi a segunda vitória dos cruzeirenses sobre o Minas na competição. Na fase regular, o Sada derrotou o Minas por 3×2. Completou o pódio do torneio, na 3ª posição, o Uberlândia/Gabarito. Na disputa do bronze, o time do Triângulo Mineiro venceu o América/Montes Claros, de virada, no tie-break, com parciais de 19/25, 25/23, 25/20, 22/25, 16/14.

O campeão mineiro de 2020/Divulgação FMV/Poliana Serra

VÔLEI RENATA É CAMPEÃO ESTADUAL

O campeão paulista de 2020/Divulgação/Filipe Rodrigues

O Vôlei Renata/Campinas conquistou o título do Campeonato Paulista masculino de vôlei 2020. Foi o primeiro título estadual do projeto na história da competição. Anteriormente, sobre outra nomenclatura, a cidade de Campinas foi campeã paulista em 1996. Em 2020, jogando em Taubaté, no Ginásio do Abaeté, na decisão do campeonato, o Vôlei Renata bateu o EMS/Funvic/Taubaté, de virada, por 3×1, com parciais de 23/25, 25/21, 25/18, 25/17. Como também havia vencido o primeiro jogo das finais no tie-break, em Campinas, não houve necessidade da disputa do Golden Set. Com a conquista, o Vôlei Renata quebrou uma hegemonia de seis anos do Taubaté na competição. O time do Vale do Paraíba era o atual hexacampeão do torneio.

AS FINAIS DO PAULISTA FEMININO

A partir do próximo sábado, 17 de Outubro, Osasco/Audax e Sesi/Bauru decidem o Campeonato Paulista feminino de vôlei. A disputa pelo título de 2020 acontece em dois jogos, com Golden Set. A primeira partida está marcada para o Ginásio José Liberatti, às 21h30, em Osasco, com transmissão do canal por assinatura SPORTV 2. O segundo e decisivo duelo ocorre na terça-feira, 20 de Outubro, em Bauru, no Ginásio Panela de Pressão, às 21h30, também com transmissão do SPORTV 2.

O Sesi/Bauru chega nas finais invicto. Na 1ª fase, terminou em 1º lugar. No confronto direto contra o Osasco, na fase regular, conquistou uma vitória por 3×0. Nas semifinais, diante do Pinheiros, o time dirigido por Anderson Rodrigues avançou para as finais com dois triunfos por 3×0.

No entanto, no primeiro jogo dessa fase, uma grande polêmica tomou conta das redes sociais, depois de um erro de arbitragem grotesco. A líbero Castillo do Bauru foi criticada por não acusar que uma pingada do Pinheiros tocou o chão no momento decisivo do 2º set.

Já o Osasco, também avançou para as finais com duas vitórias por 3×0, sem sustos, contra o São Paulo/Barueri, de José Roberto Guimarães. Foi a revanche da derrota em 2019. No ano passado, o Osasco perdeu o título paulista para o time do tricampeão olímpico na final.

Finais

Os dois técnicos finalistas conversaram com a FPV sobre a classificação para a decisão. “Obviamente que estamos muito felizes com o resultado e a conquista da vaga, mas foi um jogo em que tivemos muitos erros”, disse o treinador do Bauru, Anderson Rodrigues, após o segundo jogo com o Pinheiros.

Já Luizomar de Moura, treinador do Osasco, destacou as jovens jogadoras de sua equipe. “Vi essa garotada nascer. São meninas de muito potencial e é uma alegria ter a oportunidade de seguir contribuindo para o seu crescimento. Estou muito feliz com a classificação para a final, mas ainda mais com a construção desse time”.

Fonte: FPV

AS FINAIS DO PAULISTA MASCULINO

Pelo segunda vez consecutiva, Taubaté e Campinas decidem o Campeonato Paulista masculino de vôlei. No ano passado, o time do Vale do Paraíba levou a melhor sobre o Campinas. Em 2020, o Taubaté chegou as finais da competição pela sétima vez consecutiva, sem perder uma parcial sequer. Foram 6 vitórias em 6 jogos pelo placar máximo, ou seja, 3×0, inclusive contra o seu adversário da final. Caso o resultado de 2019 aconteça novamente, o Taubaté será heptacampeão paulista. Anteriormente, o time dirigido pelo argentino Javier Weber venceu o estadual em: 2014, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019.

As finais do Paulista 2020 serão decididas em dois jogos, com Golden Set. O primeiro jogo ocorre nesta terça-feira, 13 de Outubro, às 21h30, no Ginásio do Taquaral, em Campinas, com transmissão do canal por assinatura SPORTV 2. O segundo jogo está marcado para sexta-feira, 16 de Outubro, também às 21h30, no Ginásio do Abaeté, em Taubaté, também com transmissão do SPORTV 2.

Em conversa com a FPV, os líberos dos dois times finalistas falaram sobre a expectativa para a decisão. “Fizemos uma boa série nas semifinais. Jogamos bem, os sistemas de defesa e ataque funcionaram e erramos pouco. Foi um bom trabalho de todos. Vamos tentar manter essa pegada para as finais”, disse Bruno Mello, do Vôlei Renata/Campinas.

Já Thales do EMS/Funvic/Taubaté ressaltou a cautela. “Não podemos nos iludir com essa campanha de 100% de aproveitamento, ainda invictos, etc. Nosso time é formado por atletas experientes, de seleção, não podemos nos contentar apenas com placares. Temos sempre que jogar o máximo que nós podemos, com intensidade e buscar nosso melhor voleibol sempre”.

Fonte: FPV

CAMPEONATO MINEIRO MASCULINO 2020

Começa amanhã, quinta-feira, 8 de Outubro, o Campeonato Mineiro masculino de vôlei 2020. Serão dois jogos na rodada inaugural. Em virtude da pandemia, todos os jogos da competição serão disputados na Arena Minas, em Belo Horizonte. Na 1ª fase, os quatro times jogam todos contra todos, em turno único, para definir posições. Na sequência, o 1º lugar enfrenta o 4º lugar, e o 2º lugar enfrenta o 3º lugar, pelas semifinais. Os vencedores desses confrontos disputam a grande final no dia 17 de Outubro.

Na abertura da competição, às 19h, o Fiat/Minas enfrenta o Montes Claros/América Vôlei. Mais tarde, às 21h, o Sada/Cruzeiro joga contra o Uberlândia/Gabarito, também pela 1ª rodada do campeonato. Todos os jogos do torneio serão transmitidos pela plataforma de streaming TVN Sports.

Em conversa com a assessoria de imprensa do Minas Tênis Clube, o técnico do Fiat/Minas, Nery Tambeiro, falou sobre a expectativa para a temporada. “Vamos estrear no Mineiro encarando este campeonato como uma preparação para a Superliga. Tanto é que, devido a pandemia, a gente não fez nenhum amistoso. Hoje somos credenciados para brigar pelos títulos. Então, entraremos com força. Vamos entrar para brigar”.

AS SEMIFINAIS DO PAULISTA MASCULINO

Foram definidos os confrontos das semifinais do Paulista masculino de vôlei 2020. Com a vitória por 3×0 sobre o Campinas na última rodada da 1ª fase, o EMS/Funvic/Taubaté ficou em 1º lugar geral da fase regular da competição. Foi o quarto triunfo por 3×0 em 4 jogos. O adversário do Taubaté nas semifinais foi definido no duelo entre Vedacit/Guarulhos e Sesi/SP. Sem nenhuma vitória no torneio, até então, o Guarulhos avançou de fase após bater o Sesi no tie-break. A outra semifinal do campeonato será disputada entre Vôlei Renata/Campinas, 2º lugar geral, e Vôlei Um Itapetininga, 3º lugar. Na 1ª fase, o confronto entre os dois times terminou em 3×1 para o Campinas.

Semifinais

As semifinais do Paulista 2020 começam nesta terça-feira, 6 de Outubro. Todos os jogos serão transmitidos pelo canal por assinatura SPORTV. Amanhã, no ginásio do Abaeté, no Vale do Paraíba, às 21h30, o EMS/Funvic/Taubaté recebe o Vedacit/Guarulhos para o 1º jogo da semifinal. A classificação será decidida em 2 jogos, com golden set. Já na quarta-feira, 7 de Outubro, no ginásio do Taquaral, em Campinas, às 21h30, o Vôlei Renata enfrenta o Itapetininga, em partida também válida pelo 1º jogo das semifinais.

Para o confronto de amanhã, o técnico do Taubaté conversou com a FPV sobre a expectativa para o jogo. “Vejo nosso time hoje muito comprometido com o sistema bloqueio/defesa. Temos que manter isso, e manter a concentração máxima o jogo todo, jogando bola a bola, como se cada uma delas fosse a última bola do jogo”, disse Javier Weber, treinador do Taubaté.

Já para Anderson Marsili, gestor do Guarulhos, o objetivo é fazer o melhor contra o favorito Taubaté, depois da classificação inédita para as semifinais. “Vamos nos preparar para fazer o melhor, mesmo diante de um grande adversário. Mas o jogo se ganha na quadra e estamos prontos”.

No link abaixo, você acessa a tabela completa das semifinais e demais informações do Campeonato Paulista masculino de vôlei 2020.

http://www.fpv.com.br/fpv2018/

Fonte: FPV