AS SELEÇÕES CLASSIFICADAS PARA O CAMPEONATO MUNDIAL

Encerrados os campeonatos continentais, foram definidas as 24 seleções classificadas para o Mundial de 2022, nos dois naipes. No masculino, garantiram presença os campeões e vice-continentais, os doze melhores colocados no ranking da FIVB, o atual campeão mundial e o país sede. No feminino, também garantiram vaga os campeões e vice-continentais, o atual campeão mundial, os onze melhores colocados no ranking da FIVB, além dos dois países sede. Confira a lista abaixo.

Fonte: FIVB

BRASIL PERDE DA COLÔMBIA, MAS CONQUISTA TÍTULO

A seleção brasileira com a taça/Divulgação Inderbarranca

O Brasil perdeu da Colômbia, em seu quarto jogo pelo Sul-Americano 2021, mas conquistou o título da competição. Jogando em terras colombianas, a seleção brasileira feminina de vôlei foi campeã continental pela 22ª vez. No jogo do título, contra às anfitriãs, as brasileiras foram derrotadas, por 3×1, com parciais 25/19, 25/23, 24/26, 25/23.

Mesmo com o revés, o Brasil sagrou-se campeão da competição nos critérios de desempate. O formato do Sul-Americano previa que todos jogassem contra todos. Como a Colômbia perdeu do Peru, por 3×1, na 2ª rodada, a vitória contra o Brasil não foi suficiente para a conquista do título. Porém, com o resultado, a seleção colombiana conseguiu uma inédita classificação para o Mundial da Holanda e Polônia em 2022.

O Brasil também está garantindo no Mundial do ano que vem. No entanto, com a derrota para a Colômbia, perdeu a liderança no ranking da FIVB para os Estados Unidos. A seleção brasileira havia assumido a ponta do ranking, no Sábado, 18 de Setembro, após a derrota da seleção norte-americana para o México na Copa Pan-Americana.

PÓDIO DA COMPETIÇÃO

Completou o pódio do Sul-Americano 2021, na 3ª colocação, a seleção da Argentina, após vencer o Chile, por 3×0, pela 5ª rodada da competição, com parciais de 25/19, 25/5, 25/22.

A CAMPANHA DO TÍTULO

Round robin

15/09 Brasil 3×0 Peru 25/17, 25/23, 25/18

16/09 Brasil 3×1 Argentina 23/25, 25/13, 25/14, 25/16

17/09 Brasil 3×0 Chile 25/11, 25/19, 25/14

19/09 Brasil 1×3 Colômbia 19/25, 23/25, 26/24, 23/25

PREMIAÇÕES INDIVIDUAIS

A ponteira brasileira Gabi foi eleita MVP do Sul-Americano 2021. Em conversa com a assessoria da CBV, ela falou sobre a conquista do título. “Foi mais um título importante para o Brasil. Temos que parabenizar também a Colômbia que fez uma grande partida e nos pressionou o tempo todo. Vamos comemorar esse título e toda a temporada que foi muito especial para o nosso grupo. Passamos por muitos momentos difíceis e terminar o Sul-Americano com esse título e a vaga do Mundial foi uma conquista. Encerramos felizes e já pensando no próximo ciclo que é Paris”.

SELEÇÃO DO CAMPEONATO SUL-AMERICANO 2021

A seleção do Campeonato Sul-Americano 2021 foi composta pela levantadora colombiana Maria Alejandra, a oposta brasileira Ana Cristina, a central Soto da Colômbia e a central Carol do Brasil, a ponteira Bulaich da Argentina e a ponteira Coneo da Colômbia, e a líbero argentina Rizzo.

ITÁLIA É HEPTACAMPEÃ DO CAMPEONATO EUROPEU

A seleção masculina italiana conquistou o título do Europeu 2021. É a sétima vez na história que a Itália vence a competição. Anteriormente, os italianos foram campeões europeus em 1989, 1993, 1995, 1999, 2003 e 2005. Neste ano, jogando em Katowice, na Polônia, a Itália derrotou a Eslovênia, na decisão, por 3×2, com parciais de 22/25, 25/20, 20/25, 25/20, 15/11.

Com o resultado, os italianos venceram o Europeu 2021 de forma invicta, igualando a própria campanha de 1993. Além disso, garantiram também, juntamente, com a Eslovênia, classificação para o Mundial da Rússia em 2022.

Ao final do jogo, o ponteiro italiano Daniele Lavia falou sobre a conquista de sua seleção, em entrevista para a Confederação Europeia. “Acho que essa vitória foi incrível. Esse grupo, essa equipe é muito grande e nós mostramos isso na quadra. A chave para essa vitória foram nossos corações. Também sacamos bem, em geral, jogamos bem. Eu realmente não sei o que dizer, estou muito feliz”.

A seleção italiana no lugar mais alto do pódio/Divulgação CEV

PÓDIO DO EUROPEU

Como postado mais cedo pelo blog, completou o pódio do torneio, na 3ª colocação, a seleção da Polônia, depois de vencer a Sérvia, na disputa do bronze, por 3×0.

A seleção da Polônia, 3ª colocada/Divulgação CEV

A CAMPANHA DO TÍTULO

Fase de grupos

03/09 Itália 3×0 Bielorrússia

05/09 Itália 3×0 Montenegro

06/09 Bulgária 1×3 Itália

08/09 Itália 3×0 Eslovênia

09/09 Rep.Checa 1×3 Itália

Oitavas-de-final

12/09 Itália 3×0 Letônia

Quartas-de-final

15/09 Itália 3×0 Alemanha

Semifinal

18/09 Sérvia 1×3 Itália

Final

Eslovênia 2×3 Itália

Os italianos com o troféu do Europeu 2021/Divulgação CEV

PREMIAÇÕES INDIVIDUAIS

O levantador italiano Gianelli foi eleito MVP da competição. A seleção do Campeonato Europeu 2021 será escolhida pelos torcedores. A Confederação Europeia promete a divulgação nos próximos dias.

Gianelli recebendo o prêmio de MVP/Divulgação CEV

PELA 4ª VEZ, IRÃ É CAMPEÃO ASIÁTICO

Neste Domingo, 19 de Setembro, no Japão, a seleção iraniana masculina de vôlei sagrou-se campeã asiática. Foi o quarto título do Irã na história da competição, o segundo consecutivo. Anteriormente, os iranianos também conquistaram o continente em 2011, 2013 e 2019. Em 2021, na decisão, o Irã derrotou o Japão, por 3×0. O iraniano Kazemi foi eleito MVP da competição. Completou o pódio do torneio, em 3º lugar, a seleção chinesa. Na disputa do bronze, a China bateu Taiwan, por 3×0.

ITÁLIA E ESLOVÊNIA NA DECISÃO DO EUROPEU

Itália e Eslovênia decidem o título do Campeonato Europeu masculino de vôlei 2021. É a terceira vez na história que a seleção eslovena chega na grande final do Eurovolley. No entanto, os eslovenos nunca foram campeões continentais. Foram dois vices-campeonatos, em 2015 e 2019. Já a hexacampeã Itália, não chega na decisão da competição desde 2013. Na ocasião, perdeu a final para a Rússia, por 3×1. A última vez que os italianos conquistaram a Europa foi no longínquo ano de 2005.

SEMIFINAIS

Para chegar na decisão de 2021, Itália e Eslovênia derrotaram Sérvia e Polônia, respectivamente. Finalista da competição, pela segunda vez consecutiva, a Eslovênia superou a Polônia dentro do domínio adversário. Os eslovenos calaram a apaixonada torcida polonesa, em uma batalha de quase três horas de duração, com uma vitória por 3×1, de virada, com parciais de 17/25, 32/30, 25/16, 37/35.

A seleção eslovena comemora a classificação, após o jogo/Divulgação CEV

Ao final do confronto, o oposto Stern da Eslovênia, comentou sobre a vitória diante da torcida polonesa. “Os jogos contra a Polónia são sempre grandes batalhas e não se joga isso todos os dias. Foi um jogo difícil, mas jogamos como equipe. Mas qual é a chave para as vitórias contra a Polônia? Não sei, mas de alguma forma é como um ritual. Estamos definitivamente felizes por termos vencido a Polônia diante de seus 12-13 mil torcedores, agora temos que nos preparar e recuperar antes da próxima partida”.

Já na outra semifinal, a Itália também bateu a Sérvia, pelo placar de 3×1, com parciais de 29/27, 25/22, 23/25, 25/18. Em vários momentos do confronto, principalmente na primeira parcial, a Sérvia teve o jogo na mão. No entanto, perdeu o controle nos momentos decisivos. Mérito da seleção italiana, que soube decidir a partida.

Destaque da Itália na competição, o ponteiro Michieletto comentou sobre o desempenho de sua seleção na semifinal contra a Sérvia. “Estou muito feliz hoje, porque jogamos um voleibol muito bom. Acho que também sacamos muito bem. Estou muito animado para a final de amanhã. A Sérvia é um adversário difícil e fizemos uma partida perfeita”.

O jovem italiano Michieletto, de perfil/Divulgação CEV

FINAIS

A final do Eurovolley 2021 acontece neste Domingo, 19 de Setembro, às 15h30, com transmissão no Brasil pelos canais Disney. A disputa do bronze, entre Polônia e Sérvia, ocorre um pouco mais cedo, a partir de 12h30, também com transmissão dos canais Disney.

Errata: O blog publicou ontem que a seleção italiana era pentacampeã europeia. Na verdade, a Itália é hexacampeã da Europa no naipe masculino.

RODANDO O TIME, BRASIL DERROTA O CHILE

Pelo Sul-Americano feminino de vôlei 2021, o Brasil conquistou a terceira vitória consecutiva na competição. Jogando na Colômbia, contra o Chile, a seleção brasileira não encontrou dificuldades para vencer o jogo por 3×0, com parciais de 25/11, 25/19, 25/14. O técnico brasileiro José Roberto Guimarães aproveitou a fragilidade do adversário para rodar o time. O Brasil jogou o tempo inteiro com a equipe reserva.

Ao final do duelo, ele falou da importância do Campeonato Sul-Americano no fortalecimento da modalidade no continente. “Estar no Sul-Americano é muito importante para todos nós. Jogar contra as melhores equipes da América do Sul e construir um processo já pensando no próximo ciclo olímpico é fundamental. Estamos aqui construindo o futuro e ajudando a melhorar o nível do voleibol na América do Sul”.

O próximo compromisso do Brasil no Sul-Americano 2021 é contra a Colômbia, dona da casa. A partida decisiva para a conquista do título, acontece às 22h de Domingo, 19 de Setembro, com transmissão do SPORTV 2. Já o Chile, enfrenta o Peru, neste Sábado, 18 de Setembro, às 19h30, também com transmissão do SPORTV 2.

A jovem Ana Cristina, em foco, foi a maior pontuadora do jogo com o Chile, com 15 pontos/Divulgação Iderbarranca

BRASIL TOMA SUSTO NO SUL-AMERICANO FEMININO

Em sua segunda partida no Sul-Americano 2021, a seleção brasileira feminina de vôlei tomou um susto. Jogando contra a Argentina, o Brasil perdeu a primeira parcial, mas conseguiu virar a partida, para 3×1, com parciais de 23/25, 25/13, 25/14, 25/16. A ponteira Gabi foi a bola de desafogo brasileira no confronto. Além da boa performance dela, o bloqueio do Brasil foi fundamental para a vitória de hoje.

Ao final do duelo, Gabi comentou sobre o jogo, em entrevista para a imprensa. “Sabíamos que o jogo contra a Argentina seria mais pesado do que a partida contra o Peru. No primeiro set começamos um pouco devagar, cometemos muitos erros, mas a partir do segundo fizemos o nosso jogo, passamos a sacar melhor e isso facilitou tanto o nosso bloqueio, como a nossa defesa, além do nosso ataque ter sido mais eficiente”.

Gabi marcou 23 pontos na partida/Divulgação Inderbarranca

Na próxima rodada da competição, o Brasil enfrenta o Chile, que ontem foi derrotado na estreia pela Colômbia. A partida acontece nesta sexta-feira, 17 de Setembro, às 19h30, hora de Brasília, com transmissão do SPORTV 2. Já a Argentina, joga contra o Peru, pela reabilitação no Sul-Americano, logo após o jogo do Brasil, às 22h, hora de Brasília.

Fonte: CBV

PELO SUL-AMERICANO, BRASIL VENCE O PERU

A seleção brasileira feminina de vôlei estreou com vitória no Sul-Americano 2021. Jogando na Colômbia, o Brasil conquistou sua primeira vitória na competição, contra o Peru. O Brasil teve certa dificuldade no 2º set, pelo excesso de erros cometidos, mas conseguiu fechar a parcial. O placar final da partida ficou em 3×0, com parciais de 25/17, 25/23, 25/18, a favor das brasileiras.

Ao final do confronto, a central Carol comentou sobre a estreia brasileira na competição, em entrevista para a imprensa. “A primeira partida sempre tem um nervosismo natural, mas hoje conseguimos fazer o nosso jogo e vencemos em sets diretos. O Peru também fez uma boa partida, sacou bem e estava confiante no ataque. Nosso time soube achar o ritmo de jogo, nos comunicamos muito bem e saímos de quadra com esse bom resultado”.

Na próxima rodada do Sul-Americano feminino 2021, o Brasil enfrenta a Argentina. A partida acontece nesta quinta-feira, 16 de Setembro, às 19h30, com transmissão do SPORTV 2. Já o Peru, joga contra a Colômbia, dona da casa, logo após a partida do Brasil, também com transmissão do SPORTV 2.

A ponteira Gabi em ação de ataque/Divulgação CSV

Fonte: CBV

ESLOVÊNIA ELIMINA DONA DA CASA

Pelas quartas-de-final do Campeonato Europeu de vôlei masculino 2021, a Eslovênia eliminou a República Checa. Jogando no domínio adversário, em Ostrava, os eslovenos devolveram a derrota para os checos, na abertura da competição, na 1ª fase, por 3×1. O placar final do confronto de hoje ficou em 3×0, com parciais de 25/21, 25/19, 27/25, a favor da Eslovênia. O oposto esloveno Stern foi o maior pontuador do jogo, com 19 pontos.

Com o resultado, a Eslovênia enfrenta a Polônia nas semifinais do Campeonato Europeu 2021. A partida entre essas duas seleções acontece no próximo sábado, 18 de Outubro, em Katowice, na Polônia, ainda sem horário definido. O jogo terá transmissão no Brasil pelos canais Disney.

🇨🇿REP. CHECA Bartunek (0), Hadrava (12), Bartos (0), Vasina (10), Zacijek (5), Polak (4), Monik (L). Entraram: Finger (3), Galabov (13), Janouch (0), Licek (1), Pfeffer (0). Técnico: Jiri Novak

🇸🇮ESLOVÊNIA Vincic (2), Stern (19), Urnaut (13), Cebulj (9), Pajenk (6), Kozamernik (5), Kovacic (L). Entraram: Ropret (0), Sket (0), Mozic (5). Técnico: Alberto Giuliani

O ponteiro Cebulj da Eslovênia teve 47% de eficiência na recepção/Divulgação CEV

ITÁLIA CONQUISTA VAGA NAS SEMIFINAIS

A Itália é semifinalista do Campeonato Europeu masculino de vôlei 2021. Jogando em Ostrava, na República Checa, pelas quartas-de-final da competição, contra a Alemanha, os italianos foram superiores aos adversários durante toda a partida. O placar final do confronto ficou em 3×0, com parciais de 25/13, 25/18, 25/19, a favor da Itália. O ponteiro italiano Michieletto foi o maior pontuador da partida, com 13 pontos.

Com o resultado, a Itália enfrenta a Sérvia nas semifinais do Campeonato Europeu 2021. A partida acontece neste sábado, 18 de Setembro, em Katowice, na Polônia, ainda sem horário definido. O jogo terá transmissão no Brasil pelos canais Disney.

🇮🇹ITÁLIA Gianelli (2), Pinali (11), Michieletto (13), Lavia (12), Anzani (3), Gallasi (4), Balaso (L). Técnico: Ferdinando Di Giorgi

🇩🇪ALEMANHA Zimmermann (1), Grozer (0), Kaliberda (5), Karlitzek (11), Brehme (2), Krick (5), Zenger (L). Entraram: Weber (8), Schott (0), Krage (2), Tille (0). Técnico: Andrea Giani

O bloqueio italiano fez a diferença na partida, com 10 pontos diretos no fundamento/Divulgação CEV