OITAVAS DE FINAL DO MUNDIAL MASCULINO 2022

O Brasil joga com o Irã, na terça-feira, 6 de Setembro, às 16h, com transmissão do SPORTV 2/Volleyball World/Divulgação FIVB

BRASIL GARANTE LIDERANÇA DO GRUPO B

Pelo Mundial masculino de vôlei 2022, o Brasil garantiu a liderança do grupo B. Jogando na Eslovênia, pela terceira rodada da chave, o Brasil venceu o Catar, por 3×0, com parciais de 25/13, 25/23, 26/24. Foi a terceira vitória brasileira na competição. O oposto Youssef do Catar foi o maior pontuador do confronto, com 11 pontos. Pelo Brasil, o central Flávio marcou 10 pontos. Com o resultado, os brasileiros aguardam o encerramento da 1ª fase, para conhecer o seu adversário nas oitavas-de-final.

O central Flávio marcou 8 pontos de ataque contra o Catar/Divulgação FIVB

O JOGO

O Brasil começou o jogo colocando pressão no serviço. A seleção do Catar tinha dificuldades no passe e na virada de bola. Errando pouco, o Brasil tinha quase 100% de eficiência nos contras-ataques. O técnico Renan Dal Zotto aproveitou o bom desempenho do Brasil, para realizar uma inversão de 5×1, com Bruninho e Felipe Roque. Sem dificuldades, o Brasil fechou a primeira parcial em 25/13.

No 2º set, o rendimento do serviço brasileiro caiu. O Catar melhorou sua virada de bola. O Brasil teve muitos problemas com a primeira bola adversária. O bloqueio brasileiro não encontrava os centrais do Catar. No momento decisivo da parcial, um erro de posicionamento e um ataque para fora do Catar favoreceu o Brasil. Resultado: 25/23, 2×0 para os brasileiros.

Na terceira parcial, o Brasil entrou jogando com Darlan no lugar de Wallace e Aracaju no lugar de Lucão. Em relação ao 2º set, o panorama do jogo não mudou. Pelo contrário, o Catar aumentou ainda mais a pressão sobre o Brasil. Definitivamente, o Brasil não achava os centrais do Catar. Com três pontos de vantagem no placar, os brasileiros permitiram a reação do Catar. Na hora H, o técnico do Brasil inverteu o 5×1. Na margem mínima, o Brasil fechou o jogo em 3×0, com 26/24.

🇧🇷 BRASIL Cachopa (1), Wallace (6), Leal (9), Lucarelli (9), Lucão (6), Flávio (10), Thales (L). Entraram: Bruninho (0), Felipe Roque (3), Darlan (6), Aracaju (5), Adriano (0), Maique (L). Técnico: Renan Dal Zotto

🇶🇦 CATAR Milos (2), Youssef (11), Renan (9), Nikola (6), Belal (10), Ibrahim (5), Sulaiman (L). Entraram: Bojan (0), Mubarak (0), Ababacar (0). Técnico: Camilo Soto

Os brasileiros em confraternização com a seleção do Catar, após o jogo/Divulgação FIVB

PÓS – JOGO

Ao final do jogo, o central Flávio falou sobre a vitória do Brasil, em entrevista para a imprensa. “Uma vitória importante para nos garantir no primeiro lugar do grupo. Agora temos que esperar a definição dos demais jogos para sabermos nossa posição na classificação geral e o adversário para as oitavas. Estou muito feliz que a cada partida o time mostra crescimento, um ritmo melhor dentro de quadra. Este ritmo será importante para a próxima fase. Teremos uns três ou quatro dias até o próximo jogo para nos recuperar e ajustar alguns detalhes”.

O técnico Renan Dal Zotto colocou todo o time para rodar contra o Catar/Divulgação FIVB

EM SEU SEGUNDO JOGO NO MUNDIAL, BRASIL SUPERA O JAPÃO

O Brasil conquistou a segunda vitória no Mundial masculino de vôlei 2022. Jogando na Eslovênia, em partida válida pelo grupo B, a seleção brasileira bateu o Japão, em sets diretos, com parciais de 25/21, 25/18, 25/16. O ponteiro brasileiro Leal foi o maior pontuador do confronto, com 17 pontos. Pelo Japão, o ponteiro Ishikawa marcou 10 pontos. Com o resultado, o Brasil assumiu a liderança da chave, com 5 pontos. Caso conquiste uma vitória no próximo jogo, o Brasil avança de fase em 1º lugar do grupo B.

Os brasileiros estão em busca da liderança do grupo B/Divulgação FIVB

O JOGO

Brasileiros e japoneses iniciaram a partida com pancadaria no serviço. Foram 5 pontos das duas seleções no fundamento na primeira parcial. O sistema defensivo do Brasil propiciava a diferença no placar, com os pontos em contra-ataques. Com grande atuação individual do ponteiro Leal no ataque, ele anotou 9 pontos somente na primeira parcial, o Brasil fechou o set, em 25/21.

Na segunda parcial, os brasileiros aumentaram seu ritmo de jogo. Os japoneses tinham dificuldades para colocar a bola no chão. Seu melhor atacante, o oposto Nishida, foi neutralizado pelo sistema defensivo do Brasil. Os brasileiros pareciam uma seleção asiática. Na melhor parcial do ano, o Brasil fechou o set, em 25/18.

No 3º set, o Japão foi para o tudo ou nada no serviço. Eles até conseguiram abrir uma vantagem de 4 pontos no placar, no começo da parcial. Mas logo o Brasil conseguiu recuperar o seu jogo no fundo de quadra. O oposto japonês Nishida saiu do jogo substituído. Os brasileiros tocavam em todas as bolas de ataque do Japão. Ainda melhor do que na segunda parcial, o Brasil não deu chances aos japoneses, fechando a partida em 3×0, com 25/16.

🇧🇷 BRASIL Cachopa (1), Wallace (13), Leal (17), Lucarelli (7), Flávio (6), Lucão (6), Thales (L). Entraram: Darlan (2). Técnico: Renan Dal Zotto

🇯🇵 JAPÃO Sekita (1), Nishida (9), Ran (6), Otsuka (2), Onodera (3), Yamauchi (4), Yamamoto (L). Entraram: Ishikawa (9), Oya (0), Kento (2), Takahashi (0). Técnico: Philippe Blain

O ponteiro Leal foi a bola de segurança do levantador Cachopa/Divulgação FIVB

PÓS – JOGO

Depois da vitória, o ponteiro Lucarelli comentou sobre o jogo, em entrevista para a FIVB. “Acho que o primeiro set foi o mais importante da partida, porque tivemos que voltar atrás. No meio do set, começamos a sacar bem e fazer os contra-ataques, e essa foi a principal chave para voltar ao jogo. Então, no segundo e no terceiro sets, jogamos muito bem, com bom saque, boa defesa. E acho que esse é o tipo de vôlei que queremos jogar.”

O ponteiro Lucarelli varreu o fundo de quadra do Brasil/Divulgação FIVB

PRÓXIMA RODADA

O próximo compromisso do Brasil no Mundial 2022 é contra a seleção do Catar. O jogo está marcado para terça-feira, 30 de Agosto, às 6h da manhã, com transmissão do SPORTV 2. Já os japoneses enfrentam Cuba, em partida decisiva. O confronto também acontece na terça-feira, 30 de Agosto, às 9h da manhã, com transmissão do SPORTV 2.

NA ABERTURA DO MUNDIAL, BRASIL VENCE CUBA

O Brasil estreou com vitória no Mundial masculino de vôlei 2022, em partida válida pelo grupo B. Jogando contra Cuba, na Eslovênia, na reedição da final do Mundial 2010, os brasileiros precisaram virar o jogo, para vencer o seu primeiro compromisso na competição. O placar final do confronto ficou em 3×2, a favor do Brasil, com parciais 31/33, 21/25, 25/16, 25/17, 18/16. O oposto Wallace foi o maior pontuador do confronto, com 24 pontos. Pela seleção cubana, Herrera marcou 18 pontos.

O oposto Wallace voltou a defender a camisa do Brasil, em grande estilo/Divulgação FIVB

O JOGO

Os cubanos começaram o jogo muito ansiosos. Já o Brasil tinha o controle do jogo, com seis pontos de vantagem no placar. O técnico cubano realizou uma troca simples de levantadores. Em uma sequência no serviço do oposto Herrera, Cuba encostou no placar. Em outra sequência no serviço, dessa vez do ponteiro López, Cuba assumiu o controle do jogo e venceu a parcial.

Confiantes, os cubanos voltaram com tudo na segunda parcial. O Brasil ao contrário não voltou bem. Os brasileiros estavam perdidos. Além disso, o serviço pouco ameaçava a frágil recepção cubana. Bruninho e Lucarelli não estavam em boa jornada. O técnico Renan Dal Zotto do Brasil demorou para fazer substituições. Resultado: Cuba 2×0.

Na terceira parcial, Renan mudou o Brasil com duas substituições. Rodriguinho e Cachopa entraram na partida. O jogo do Brasil fluiu graças ao seu sistema defensivo. Saque e bloqueio brasileiro colocaram a virada de bola cubana em dificuldades. Na quarta parcial, o roteiro da partida se manteve. O Brasil levou o confronto para o tie-break. No set desempate, o Brasil impôs seu jogo, mas como na primeira parcial, permitiu a reação cubana, após uma sequência no serviço de López. Porém, o Brasil conseguiu fechar o jogo aproveitando os contra-ataques.

🇧🇷 BRASIL Bruninho (0), Wallace (24), Leal (22), Lucarelli (6), Lucão (11), Flávio (12), Thales (L). Entraram: Cachopa (1), Rodriguinho (1), Felipe Roque (1), Darlan (1), Adriano (0). Técnico: Renan Dal Zotto

🇨🇺 CUBA Goide (0), Herrera (18), López (14), Melgarejo (8), Simon (13), Osoria (9), Garcia (L). Entraram: Taboada (1), Sanchez (4), Yant (11), Gutierrez (1). Técnico: Vives Coffigny

O bloqueio brasileiro foi bem contra Cuba. Ao todo, foram 15 pontos diretos no fundamento/Divulgação FIVB

PÓS – JOGO

Ao final do jogo, o levantador Cachopa, um dos destaques da virada brasileira, falou sobre a vitória contra Cuba. “Não é fácil jogar contra um time como Cuba na estreia do Mundial. É um time jovem, mas muito forte. Precisamos dar tudo o que temos em todos os momentos, e foi o que fizemos hoje. Às vezes, quando as coisas não estão indo do seu jeito, você só precisa mudar um pouco a maneira como joga e eu estava pronto para entrar e ajudar o time. Agora vamos nos preparar para o Japão e estudar muito o jogo deles”.

O levantador Cachopa entrou na partida para virar o jogo/Divulgação FIVB

PRÓXIMA RODADA

Na próxima rodada do grupo B do Mundial 2022, o Brasil enfrenta o Japão, no próximo domingo, 28 de Agosto, às 9h da manhã, com transmissão do SPORTV 2. Já Cuba joga contra o Catar, também no domingo, 28 de Agosto, mais cedo, às 6h da manhã.

*Atualização Os números da partida do Brasil com Cuba foram atualizados. A FIVB alterou os dados anteriormente divulgados no pós-jogo.

OS GRUPOS DO MUNDIAL MASCULINO 2022

Começa na próxima sexta-feira, 26 de Agosto, o Campeonato Mundial masculino de vôlei 2022. Anteriormente prevista para acontecer na Rússia, a competição será disputada na Polônia e Eslovênia, até o dia 11 de Setembro, devido à guerra da Ucrânia. Pela primeira vez em 20 anos, o Brasil não é considerado favorito ao título. França, Polônia e Estados Unidos, não necessariamente nessa ordem, são as seleções que despontam na briga pela conquista do Mundial 2022. Um segundo grupo de seleções correm por fora. São elas: Brasil, Itália, Japão, Eslovênia, Argentina, Sérvia, Irã, Canadá e Bulgária. Os brasileiros estreiam no Mundial 2022 contra Cuba, pelo grupo B, no jogo de abertura, nesta sexta-feira, às 6h da manhã, com transmissão do SPORTV 2. Confira abaixo, uma análise dos grupos do Mundial masculino 2022.

GRUPO A 🇺🇦UCRÂNIA 🇷🇸SÉRVIA 🇵🇷PORTO RICO 🇹🇳TUNÍSIA

Após a exclusão da Rússia da disputa do Mundial 2022, a Ucrânia foi a seleção escolhida para entrar em seu lugar. Nesta chave, a Sérvia deve sobrar. Mas é bom a seleção da Sérvia ficar atenta aos adversários da 1ª fase. Porto Rico é o atual campeão da Norceca e dará trabalho. Além disso, a Tunísia terá a chance nesse grupo de realizar a sua melhor campanha na história do Mundial. Já Ucrânia pode surpreender, se conseguir avançar para a fase eliminatória da competição.

JOGO CHAVE – 28/08 13:30 SÉRVIA 🇷🇸 x 🇵🇷 PORTO RICO

GRUPO B 🇧🇷BRASIL 🇯🇵JAPÃO 🇨🇺CUBA 🇶🇦CATAR

Aqui em Minas, tem um ditado que diz: “O apressado come cru”. Muito bem, há um ano atrás, quando foram anunciados os grupos do Mundial masculino 2022, muitos analistas precipitados disseram que o Brasil caiu em uma chave fácil. Um ano depois, esses mesmos analistas estão dizendo agora que os brasileiros correm o risco de serem eliminados na 1ª fase. Nem uma coisa, nem outra. O Brasil está em um grupo complicado, mas eliminação na 1ª fase, na visão do blog é exagero. Cubanos e japoneses serão adversários difíceis, mas não invencíveis. O grupo está em aberto.

JOGOS CHAVES – 26/08 06:00 BRASIL 🇧🇷 X 🇨🇺CUBA, 28/08 09:00 🇧🇷 BRASIL X 🇯🇵 JAPÃO, 30/08 09:00 JAPÃO 🇯🇵 X 🇨🇺CUBA

GRUPO C 🇵🇱POLÔNIA 🇺🇸EUA 🇧🇬BULGÁRIA 🇲🇽MÉXICO

Jogando em casa, a Polônia terá o apoio da torcida para enfrentar os Estados Unidos. As duas seleções são consideradas favoritas ao título. O confronto entre elas, será decisivo para a liderança do grupo C, mas não para o cruzamento eliminatório. Isso porque, como país sede, a Polônia ganhou o privilégio de ser cabeça de chave nas oitavas-de-final, mesmo se não avançar em 1º lugar do grupo C. Além disso, não podemos esquecer que a Bulgária reforçada em relação à VNL 22, é uma seleção tradicional. Por tudo isso, o grupo C é tido como um dos mais complicados do Mundial 2022.

JOGOS CHAVES – 26/08 15:30 POLÔNIA 🇵🇱 X 🇧🇬BULGÁRIA, 28/08 12:30 EUA 🇺🇸 X 🇧🇬 BULGÁRIA, 30/08 15:30 POLÔNIA 🇵🇱 X 🇺🇸EUA

GRUPO D 🇫🇷FRANÇA 🇸🇮ESLOVÊNIA 🇩🇪ALEMANHA 🇨🇲CAMARÕES

Atual campeã olímpica e da Liga das Nações, a França é a favorita do grupo D. No entanto, jogando em casa, a Eslovênia é um problema na 1ª fase para os franceses. Para se ter uma ideia, em 2021, sob o comando de Bernardinho, a França foi eliminada do Europeu pela República Checa, no domínio adversário. Também não podemos esquecer dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. Pelo histórico, a França encontra dificuldades em jogar dentro da casa do oponente. Fechando o grupo D, a Alemanha entra como azarão e favorita ao 3º lugar da chave.

JOGO CHAVE – 28/08 15:30 FRANÇA 🇫🇷 X 🇸🇮ESLOVÊNIA

GRUPO E 🇮🇹ITÁLIA 🇨🇦CANADÁ 🇨🇳CHINA 🇹🇷TURQUIA

À primeira vista, a Itália não teria problemas em um grupo com Canadá, China e Turquia. Mas, é bom recordar a estreia dos Jogos de Tóquio, quando os italianos tiveram dificuldades para bater os canadenses, no tie-break. Além disso, China e Turquia são duas seleções em ascensão. Os chineses conseguiram vencer o Brasil, em pleno ginásio Nilson Nelson, em Brasília, por 3×0. Já os turcos, querem alçar voos mais altos, assim como a sua seleção feminina, 15 anos atrás. Portanto, é bom os italianos ficarem bem espertos com esse grupo.

JOGO CHAVE – 26/08 16:15 ITÁLIA 🇮🇹 X 🇨🇦CANADÁ

GRUPO F 🇦🇷ARGENTINA 🇮🇷IRÃ 🇪🇬EGITO 🇳🇱HOLANDA

Para o blog, o grupo F é a chave da morte. Todas as quatro seleções possuem condições de avançar de fase. Os argentinos, após o bronze em Tóquio, largam na frente. Já o Irã, em processo de renovação, demonstrou força na VNL 22. Problemas internos divulgados recentemente podem atrapalhar. Os holandeses querem retomar o protagonismo de outrora. A esperança está na performance do oposto Nimir. Por fim, o Egito que já disputou Jogos Olímpicos, e não é fraco. Pelo contrário, sempre foi uma seleção que não entrega os pontos facilmente.

JOGOS CHAVES – Toda a programação do grupo F

A Polônia é atual bicampeã mundial/Divulgação FIVB

EM AMISTOSO, BRASIL É DERROTADO PELA FRANÇA

A seleção brasileira masculina de vôlei foi superada pela França, em amistoso, na cidade de Montpellier, ontem. A partida fez parte da preparação do Brasil para o Mundial 2022, na Polônia e Eslovênia. Os brasileiros não ofereceram resistência aos campeões olímpicos, sendo derrotados, por 3×0, com parciais de 25/17, 25/17, 25/22. Em comum acordo com o adversário, mais uma parcial foi disputada, e os brasileiros foram novamente derrotados, dessa vez, por 25/19.

O técnico Renan Dal Zotto utilizou duas formações diferentes durante o jogo. Na primeira parte, entraram em quadra, o levantador Bruninho, Wallace, Leal, Lucarelli, Flávio, Aracaju e Thales. Na segunda parte, na última parcial, entraram: Cachopa, Darlan, Adriano, Rodriguinho, Flávio, Aracaju e Thales. O Brasil estreia no Mundial 2022, na próxima sexta-feira, 26 de Agosto, às 6h da manhã, contra Cuba, com transmissão do SPORTV 2.

O ponteiro francês Ngapeth em ação de ataque contra o Brasil/FFvolley/M.Blondeau

CENTRAL LÉO É RECONVOCADO APÓS TORÇÃO DE LUCÃO

O central Léo do Sesi/SP foi reconvocado para o Mundial masculino de vôlei 2022, pelo técnico Renan Dal Zotto. Ele chega na Europa nos próximos dias. O motivo para a sua reconvocação foi a torção do central Lucão durante um treino, ontem, 17 de Agosto, na França. O Brasil joga um amistoso com os franceses no próximo sábado, em Montpellier. Hoje, em um jogo treino, de acordo com o Webvolei, brasileiros e franceses empataram por 2×2. O quadro de Lucão será avaliado nos próximos dias. Segundo a assessoria da CBV, a lista com os 14 atletas que disputarão o Mundial 2022 será divulgada na próxima semana. O Brasil estreia na competição contra Cuba, no dia 26 de Agosto.

O central Léo com o campeão olímpico Marcelo Negrão/Amanda Demetrio/Sesi/SP

RENAN REALIZA ÚLTIMO CORTE ANTES DO MUNDIAL

No último final de semana, Renan Dal Zotto realizou o último corte antes do Mundial 2022. Segundo veículos da imprensa, como GE e Webvolei, o central Léo foi o último jogador preterido pelo técnico da seleção brasileira masculina de vôlei. Convocado às pressas após o pedido de dispensa do central Isac, o jovem central do Sesi/SP inclusive já retornou para disputa do Campeonato Paulista. Com o corte de Léo, o Brasil compete no Mundial 2022 com três opostos, entre eles, Felipe Roque e Wallace. Ainda de acordo com notícias da imprensa, o Brasil embarcou para a França nesta segunda-feira, 15 de Agosto. Os brasileiros jogam amistosos contra os atuais campeões olímpicos no próximo sábado. A assessoria da CBV ainda não confirmou as informações sobre o corte do central Léo.

O técnico Renan busca seu primeiro título do Mundial no comando técnico do Brasil/Divulgação FIVB

ISAC PEDE DISPENSA DA SELEÇÃO MASCULINA

Na última sexta-feira, 5 de Agosto, o central Isac pediu dispensa da seleção brasileira masculina de vôlei. Segundo a assessoria da CBV, um problema antigo na coluna do jogador, tirou Isac do Campeonato Mundial 2022. A decisão em pedir dispensa foi feita em comum acordo com a comissão técnica do Brasil, de acordo com a CBV. Em seu lugar, o técnico Renan Dal Zotto convocou o jovem central Léo do Sesi/SP.

Em entrevista para a CBV, Isac falou sobre o pedido de dispensa. “É um momento difícil, mas foi uma decisão racional, tomada em conjunto com a comissão técnica. Já trato esse problema na coluna há algum tempo, e agora senti mais dificuldade para dar meu 100%. Claro que eu gostaria de disputar o Mundial, defender a seleção brasileira nesta competição tão importante. Mas é hora de pensar na minha saúde. Quero focar no tratamento e me recuperar para voltar com tudo”.

O central Isac disputará a Liga Italiana, na temporada 2022/2023/Divulgação CBV

Fonte: CBV

ZÉ ROBERTO GUIMARÃES CONVOCA PARA O MUNDIAL 2022

Durante essa semana, mais precisamente, na segunda-feira, 1º de Agosto, o técnico da seleção brasileira feminina de vôlei, José Roberto Guimarães, anunciou a convocação para o Mundial 2022. Uma das novidades da lista é o retorno da central Carol Gattaz, vice-campeã olímpica nos Jogos de Tóquio, no ano passado. A volta de Carol Gattaz à seleção é uma aposta do técnico José Roberto Guimarães na experiência. Apesar de promover um processo de renovação, o tricampeão olímpico percebeu que para disputar o Mundial 2022 seria necessário um reforço na posição de central.

A nota negativa fica por conta do pedido de dispensa da jovem ponteira Ana Cristina. Logo depois da divulgação da lista de convocadas, o empresário da atleta fez o pedido de dispensa para a CBV e o técnico José Roberto Guimarães, alegando problemas pessoais. Segundo fontes da imprensa, a comissão técnica do Brasil foi pega de supresa. O fato é que Ana Cristina pode ter fechado as portas na seleção brasileira, há dois anos dos Jogos de Paris. Foi dito nas redes sociais que seu empresário pretende priorizar a carreira dela nos clubes.

O Mundial 2022 está previsto para acontecer entre os 23 de Setembro e 15 de Outubro, na Holanda e Polônia. O Brasil está no grupo D ao lado de China, Japão, Colômbia, Argentina e República Checa. A estreia brasileira no torneio ocorre contra as checas, no sábado, 24 de Setembro, às 15h30 da tarde, hora de Brasília. Confira abaixo, a lista completa de convocadas por José Roberto Guimarães.

Levantadoras: Macris e Roberta

Opostas: Kisy, Lorenne, Lorrayna

Pontas/Opostas: Rosamaria e Tainara

Ponteiras: Gabi, Pri Daroit

Centrais: Carol, Carol Gattaz, Júlia Kudiess e Lorena

Líberos: Natinha e Nyeme

A central Carol Gattaz reforça o Brasil no Mundial 2022. Ela é a jogadora brasileira mais velha na história, a subir no pódio olímpico/Divulgação FIVB