A 3ª SEMANA DA VNL MASCULINA 2022

Foi encerrada a fase regular da VNL masculina 2022. Em sua terceira semana de competições, a Liga das Nações masculina definiu os classificados para os Playoffs em Bolonha, na Itália, a partir do dia 20 de Julho. Mesmo garantida nas finais, a Itália ficou em 1º lugar geral na fase regular. Na sequência, pela ordem, as outras sete seleções classificadas foram: Polônia, Estados Unidos, França, Japão, Brasil, Irã e Holanda. Os confrontos de quartas-final, em cruzamento olímpico, ficaram da seguinte forma: Itália x Holanda, Polônia x Irã, EUA x Brasil, França x Japão. Confira abaixo, alguns detalhes da terceira semana da VNL masculina 2022.

SE VIRA NOS 30

Sem o oposto Alan, lesionado, sem opção no banco para substituições na posição, o Brasil se virou nos 30 com o irmão de Alan, o oposto Darlan, na terceira semana de VNL 22. Para as inversões de 5×1 na rede, o técnico Renan Dal Zotto foi obrigado a realizar improvisações com ponteiros na função. Para complicar, o oposto Franco pediu dispensa da competição, durante a terceira semana de VNL 22. Ele não estava inscrito para esta etapa. Seja como for, o Brasil alcançou o objetivo de classificação para as finais da competição, vencendo Alemanha, Canadá e Japão. A única derrota aconteceu para os franceses. O jovem Darlan, não comprometeu. Pelo contrário, foi bem. Resta saber, como será o desempenho do Brasil nas finais, em Bolonha, na Itália.

15 PONTOS

Falando em opostos, o holandês Nimir esteve imparável no jogo contra os chineses. Em partida disputada na Polônia, na primeira parcial, Nimir marcou nada mais, nada menos do que 15 pontos. Apenas de ataque, foram 11 pontos. No total do jogo, Nimir alcançou outra marca absurda. Foram 30 pontos, em apenas três sets. Que Nimir é a alma da seleção holandesa, não é novidade para ninguém. Portanto, é bom os adversários ficarem de olhos abertos. Graças a ele, a Holanda conquistou vaga nas finais. Na próxima fase da VNL 22, a Holanda enfrenta os italianos, no domínio adversário, em Bolonha.

O oposto holandês Nimir marcou 6 pontos no serviço, no jogo contra os chineses, na Polônia/Volleyball World/Divulgação FIVB

G8

Sobre a classificação da Holanda para a fase final, ela somente foi decidida na última rodada, após uma combinação de resultados. Mesmo perdendo para a Itália, por 3×0, os holandeses garantiram presença no G8, devido ao revés da Argentina para os Estados Unidos, em Osaka, no Japão. Os argentinos eram considerados carta fora do baralho, até o começo da terceira etapa da competição. Mas uma vitória sobre a França, por 3×1, recolocou os argentinos no páreo. No fim, os hermanos ficaram de fora. Os norte-americanos deram o troco da eliminação para os argentinos, na 1ª fase dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no ano passado. No link abaixo, você acessa os melhores momentos desse jogo decisivo entre Argentina e Estados Unidos.

RIVALIDADE

Outro bom jogo da semana, aconteceu entre Polônia e Irã. Aliás, o confronto se repetirá nas quartas-de-finais da VNL 22. Jogando com o apoio da torcida, os poloneses foram superados no tie-break. Para quem não sabe, poloneses e iranianos são uma das maiores rivalidades do voleibol atual. Além de provocações, até mesmo suspensão de jogadores, o duelo entre as duas seleções já proporcionou. No entanto, no jogo da última terça-feira, 5 de julho, o duelo aconteceu sem sobressaltos. Com grande atuação pelas extremidades, os iranianos bateram uma Polônia que errou muito. Foram 41 pontos cedidos em erros. Uma aberração! No link abaixo, você acessa os melhores momentos desse jogo.

REBAIXAMENTO

Na disputa com Bulgária, Holanda, China, Canadá e Eslovênia contra o rebaixamento, a Austrália sucumbiu! Sem suas principais peças, na maior parte da competição, a Austrália foi presa fácil para os adversários. Em processo de renovação de sua comissão técnica, a Austrália conquistou apenas uma vitória sofrida no torneio, sobre a Bulgária, por 3×2. Em 2023, os australianos jogarão a divisão de acesso da VNL. Quem sabe não conseguem o retorno para a VNL em 2024, ano da Olimpíada de Paris?

Os australianos foram rebaixados da VNL/Volleyball World/Divulgação FIVB

*Errata O blog publicou que a Austrália não disputaria a VNL em 2023. Na verdade, a Austrália poderá competir na Liga das Nações 2023 caso vença a Challenger Cup no último fim de semana do mês de Julho, na Coreia do Sul.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s