AS ESTATÍSTICAS DA VNL FEMININA 2022

Com o encerramento da fase regular da Liga das Nações feminina de vôlei 2022, o blog apresenta um panorama do desempenho individual das atletas, com base nos dados estatísticos da FIVB. Neste estágio da competição, às vésperas das finais, a ponteira Herbots da rebaixada Bélgica lidera na pontuação, com 306 pontos. Na vice-liderança aparece a ponteira japonesa Koga, com 243 pontos. Em 3º lugar na pontuação, a ponteira chinesa Yingying Li, com 232 pontos. Em 4º lugar, a oposta tailandesa Pimpichaya, com 218 pontos. Fechando o top 5 da pontuação, a canadense Van Ryk, com 213 pontos. A melhor brasileira colocada é a central Carol, com 137 pontos, em 18º lugar. A seguir, o top 5 de cada fundamento.

ATAQUE

1 – Herbots da Bélgica com 282 ataques vencedores

2 – Koga do Japão com 222 ataques vencedores

3 – Yingying Li da China com 203 ataques vencedores

4 – Pimpichaya da Tailândia com 196 ataques vencedores

5 – Van Ryk do Canadá com 182 ataques vencedores

Melhor brasileira colocada

20 – Kisy Nascimento com 111 ataques vencedores

BLOQUEIO

1 – Carol do Brasil com 52 pontos de bloqueio

2 – Gunes da Turquia com 43 pontos de bloqueio

3 – Aleksic da Sérvia com 40 pontos de bloqueio

4 – Timmermann da Holanda com 36 pontos de bloqueio

5 – Janssens da Bélgica com 32 pontos de bloqueio

SERVIÇO

1 – Van Ryk do Canadá com 20 pontos de serviço

2 – Yingying Li da China com 13 pontos de serviço

3 – Carol do Brasil com 12 pontos de serviço

4 – Alsmeier da Alemanha com 11 pontos de serviço

5 – Pimpichaya da Tailândia com 11 pontos de serviço

LEVANTAMENTO

1 – Pornpun da Tailândia com 40% de eficiência

2 – Wolosz da Polônia com 25% de eficiência

3 – Marte da Rep. Dominicana com 25% de eficiência

4 – Bongaerts da Holanda com 22% de eficiência

5 – Hye Seon da Coreia do Sul com 21% de eficiência

Melhor brasileira colocada

6 – Macris com 21% de eficiência

DEFESA

1 – Stenzel da Polônia com 15% de eficiência

2 – Kojima do Japão com 15% de eficiência

3 – Schoot da Holanda com 13% de eficiência

4 – Pusic da Sérvia com 12% de eficiência

5 – Pogany da Alemanha com 12% de eficiência

Melhor brasileira colocada

12 – Nyeme com 9% de eficiência

RECEPÇÃO

1 – Pogany da Alemanha

2 – Stenzel da Polônia

3 – Alexia Gray do Canadá

4 – Buijs da Holanda

5 – Kojima do Japão

Melhor brasileira colocada

8 – Júlia Bergmann

A central Carol, ao centro, é o destaque brasileiro nas estatísticas da VNL 22/Volleyball World/Divulgação FIVB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s