A 2ª SEMANA DA VNL MASCULINA 2022

Foi encerrada na semana passada, a segunda etapa da Liga das Nações masculina de vôlei 2022. Após 8 jogos para cada seleção, a França lidera a competição nos critérios de desempate, com 7 vitórias e uma derrota. A Polônia é a vice-líder do torneio, também com 7 vitórias e uma derrota. O Brasil aparece na 6ª posição, com 15 pontos, 5 vitórias e 3 derrotas. O grupo de seleções classificadas para as finais, em Bolonha, na Itália, também conta com: Estados Unidos, Itália, Japão, Holanda e Irã. Confira abaixo, alguns destaques da segunda semana da VNL masculina 2022.

OS IRMÃOS OPOSTOS

Alan e Darlan, dois irmãos opostos da seleção brasileira masculina, foram convocados juntos pela 1ª vez. Assim como Gustavo e Murilo, os dois entraram para a história, ao defender a seleção brasileira em conjunto. A má notícia é que, infelizmente, Alan rompeu o tendão direito, durante o jogo contra o Irã, na segunda semana da VNL 22. Em seu lugar, por ironia do destino, entrou o seu irmão Darlan. O tempo de recuperação estimado de Alan é de no mínimo seis meses. Portanto, seja como for, o Brasil precisará dos serviços do seu irmão Darlan, na sequência da competição.

Os irmão opostos, Alan à esquerda e Darlan à direita/Divulgação CBV

WO

Após vencer o Brasil, em Brasília, de forma surpreendente, a China foi golpeada pela COVID-19. Com muitos casos do vírus em sua delegação, os chineses não entraram em quadra, contra a França, no seu primeiro jogo na sede das Filipinas. Resultado: a França venceu o confronto por WO, algo fora do comum em competições internacionais de alto nível. Para completar, no dia seguinte, ainda por conta da COVID-19, a Alemanha se recusou a enfrentar os chineses. Resultado: novo WO, dessa vez, a favor da China. O interessante é que na versão feminina da competição, a FIVB contornou uma situação parecida com relação a Tailândia. Com um elenco maior, foi permitido a Tailândia jogar com outras jogadoras inscritas na competição, mesmo com parte das jogadoras contaminadas.

17 MINUTOS

Líder da VNL 22, a França conquistou quatro vitórias na segunda semana do torneio, incluindo o triunfo por WO contra a China. Rodando o elenco, o técnico Andrea Giani testou o time com várias formações diferentes. Mas, especificamente contra a Holanda, os franceses foram impressionantes pela velocidade com que conquistaram a vitória. Em menos de uma hora, a França bateu a Holanda, por 3×0. Uma marca inacreditável para os dias de hoje. Para se ter uma ideia, a primeira e a terceira parcial tiveram duração de 17 e 18 minutos, respectivamente. Um feito e tanto para os líderes da VNL 22.

A seleção francesa reunida, após a vitória sobre a Alemanha, por 3×1/Volleyball World/Divulgação FIVB

INVENCIBILIDADE

Invictos até o seu quinto jogo na VNL 22, os Estados Unidos perderam a invencibilidade e a liderança da competição. Jogando contra o Irã, em Sófia, na Bulgária, os norte-americanos foram derrotados por uma seleção renovada, por incríveis, 3×0. Foi a grande surpresa da segunda semana da Liga das Nações masculina. O mais impressionante é que os Estados Unidos foram superados justamente nos momentos decisivos das parciais. Algo impensável, para uma seleção com grande capacidade para o “mental game”.

O MELHOR JOGO DA SEMANA

Japoneses e italianos fizeram um jogo emocionante nas Filipinas. Com muita força no serviço, o Japão conseguiu vencer a Itália, no tie-break. Ishikawa e Nishida marcaram juntos, nada mais, nada menos, do que 11 pontos de serviço. O ponteiro italiano Lavia sofreu um bombardeio no passe. A todo momento, quando executavam o serviço, os japoneses eram ovacionado pelos fãs. A torcida local foi a loucura com a vitória do Japão. No link abaixo, você confere os melhores momentos desse jogo.

CALENDÁRIO

Após a contusão do oposto Alan, o levantador Bruninho fez um protesto em suas redes sociais contra o calendário. O campeão olímpico na Rio 2016 questiona o excesso de jogos. Ele foi apoiado por vários jogadores nacionais, como Rosamaria, e internacionais, como a estrela italiana Paola Egonu. Segundo fontes da imprensa, atletas de várias seleções prometem engrossar o coro, contra o calendário, nas finais da Liga das Nações 2022, em Ancara e Bolonha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s