AS OITAVAS-DE-FINAL DO EUROPEU FEMININO 2021

Foram decididos os confrontos das oitavas-de-final do Campeonato Europeu feminino de vôlei 2021. Disputada em 4 sedes, na Sérvia, Bulgária, Croácia e Romênia, a 1ª fase da competição reuniu 24 seleções do continente, divididas em 4 grupos, com 6 países cada. As quatro primeiras de cada chave avançaram para a fase eliminatória do torneio. Os confrontos definidos para as oitavas-de-final são os seguintes: Sérvia x Hungria, Croácia x França, Bulgária x Suécia, Holanda x Alemanha, Itália x Bélgica, Rússia x Belarus, Turquia x Rep. Checa, Polônia x Ucrânia.

1ª FASE

Sobre a 1ª fase, um dos destaques da competição até o momento, é a campanha da Bulgária. Com o retorno de algumas jogadoras mais experientes, jogando em casa, em um grupo difícil, a Bulgária avançou de fase, em 1º lugar da chave, com 4 vitórias em 5 jogos. As búlgaras desbancaram Polônia e Alemanha, favoritas no grupo B.

A experiente ponteira Vasileva, um dos reforços búlgaros para o Europeu/Divulgação CEV

Além das búlgaras, avançaram para as oitavas-de-final na liderança dos seus grupos, as seleções da Sérvia, Itália e Turquia. Todas elas estão invictas. Itália e Turquia cederam apenas um parcial na competição, até agora, para Eslováquia e Romênia, respectivamente. Em um grupo mais complicado, a Sérvia precisou do tie-break para superar a Rússia.

A seleção da Turquia passou de fase em 1º lugar no grupo D/Divulgação CEV

GRUPO A

Falando no grupo da Sérvia, foram dele as maiores surpresas do Campeonato Europeu feminino 2021 até agora. A Bélgica venceu a Rússia, por 3×2, mas perdeu da França, por 3×1, na última rodada da chave. Com esse resultado, as belgas ficaram em 4º lugar do grupo A. A França ficou em 3º lugar e a Rússia na vice-liderança.

Também dessa chave, a maior decepção da competição em 2021. Renovada, sem Rahimova, a seleção do Azerbaijão realizou sua pior campanha na história do Eurovolley. Em 5 jogos, o Azerbaijão venceu apenas um set na competição, contra a França. Além disso, conseguiram a proeza de perder para a Bósnia por 3×0.

VITÓRIA SURPREENDENTE

Para encerrar, em conversa com a assessoria da Confederação Europeia de Voleibol, a líbero da França, Amandine Giardino comentou sobre a surpreendente vitória de sua seleção sobre a Bélgica, por 3×1, que mudou todo ranqueamento do grupo A. “Nunca jogamos contra a Bélgica, mas é uma equipe muito interessante, com jogadores que lutam muito. Fomos para o jogo sem qualquer pressão e apenas procurando nos divertir”.

A líbero francesa Giardino em destaque/Divulgação CEV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s