BRASIL É DOMINADO PELO COMITÊ RUSSO

O bloqueio russo foi fundamental para a vitória/Divulgação FIVB

Pelo Jogos Olímpicos de Tóquio, em partida da 3ª rodada da 1ª fase do grupo B, o Brasil sofreu sua primeira derrota na competição. Jogando na Arena Ariaki, contra o Comitê Olímpico Russo, os brasileiros fizeram um jogo abaixo das expectativas, sendo dominado pelos representantes russos. O placar do confronto ficou em 3×0, com parciais de 25/22, 25/20, 25/20. O ponteiro Volkov foi o destaque na pontuação, com 19 pontos. Pelo Brasil, Lucão marcou 9 pontos.

Após o jogo, o técnico Renan Dal Zotto comentou sobre a derrota brasileira em entrevista na área de imprensa. “No primeiro set estávamos jogando de igual para igual e tivemos pelo menos seis contra-ataques que não conseguimos efetivar. Enfrentamos muito o bloqueio deles e eles têm méritos também. Eles tiveram uma excelente eficiência no bloqueio e nós precisamos ter um pouco mais de paciência para jogar ou estourar porque eles vão realmente muito alto. Temos que pensar estrategicamente em como superar isso”.

Na próxima rodada do grupo B, o Brasil joga contra os Estados Unidos. A partida está marcada para quinta-feira, 29 de Julho, às 23h, com transmissão da TV Globo, SPORTV e BandSports. Já os representantes russos enfrentam a França, na manhã de sexta-feira, 30 de Julho, às 9h45.

O Brasil agora terá pela frente os Estados Unidos/Divulgação FIVB

RESUMO

O Brasil começou o jogo melhor do que na partida contra os argentinos. Os representantes russos logo equilibram o confronto no bloqueio. Os atacantes brasileiros estavam impacientes, encarando o paredão russo. Aos poucos, foram perdendo eficiência no fundamento, principalmente, nas extremidades. O levantador Bruninho ficou sem opções na virada de bola e acabou se perdendo na distribuição.

Para complicar, os representantes russos tinham alto aproveitamento nos contra-ataques, enquanto os brasileiros perderam inúmeras chances de pontos propiciadas pelo seu sistema defensivo. O Brasil sacava melhor, mas não confirmava os contra-ataques. O Comitê Russo ganhou em confiança, passando a arriscar ainda mais no seu jogo.

Mesmo errando menos, os representantes russos cederam 25 pontos contra 15 pontos do Brasil em erros, os brasileiros não conseguiram reagir. O técnico Renan fez substituições durante a partida, inclusive uma troca simples de levantador, mas não adiantou. Não era dia do Brasil. Os representantes russos realizaram uma partida taticamente perfeita e mereceram a vitória.

BRASIL Bruninho (0), Wallace (6), Leal (5), Lucarelli (2), Lucão (9), Maurício Souza (7), Thales (L). Entraram: Cachopa (0), Alan (2), Isac (0), Douglas Souza (6), Maurício Borges (0). Técnico: Renan Dal Zotto

ROC Kobzar (1), Mikhaylov (15), Kliuka (8), Volkov (19), Volvich (7), Iakovlev (10), Golubev (L). Técnico: Sammelvuo

O ponteiro Volkov foi o maior pontuador do jogo com 19 pontos/Divulgação FIVB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s