NO SUFOCO, BRASIL DERROTA DOMINICANAS

Garay, mais uma vez destaque do Brasil/Divulgação FIVB

Pela segunda rodada do torneio feminino de vôlei, dos Jogos de Tóquio 2020, em jogo válido pelo grupo A, o Brasil sofreu para derrotar a República Dominicana. Jogando na Ariaki Arena, as brasileiras saíram de quadra com uma vitória, por 3×2, de virada, com parciais de 22/25, 25/17, 25/13, 23/25, 15/12. Mais uma vez na competição, a ponteira Fernanda Garay foi o destaque brasileiro. Ela marcou 26 pontos. Pela República Dominicana, a oposta Martínez anotou 24 pontos.

Ao final do jogo, a central Carol Gattaz, aniversariante do dia, comentou na área de imprensa sobre a difícil vitória brasileira. “Tudo que estou vivendo tem sido maravilhoso. Completar 40 anos disputando um Jogos Olímpicos é um grande presente de Deus. A partida de hoje foi muito difícil. A República Dominicana tem um bloqueio pesado e jogou muito bem. Fico feliz que conseguimos a vitória, foi uma grande partida e vamos crescendo na competição. Temos que pensar em um jogo de cada vez”.

Na próxima rodada do grupo A, do torneio de vôlei feminino da Olimpíada, o Brasil terá o Japão, dono da casa, pela frente. O jogo está marcado para quinta-feira, 29 de Julho, às 7h40 da manhã, com transmissão da TV Globo, SPORTV e BandSports. Já a República Dominicana enfrenta a Coreia do Sul, na quarta-feira, 28 de Julho às 23h, em confronto direto pela classificação para a próxima fase.

Carol Gattaz, aniversariante do dia/Divulgação FIVB

RESUMO

A República Dominicana surpreendeu o Brasil com sua escalação inicial. Sem Betânia De La Cruz e Rivera de titulares. Em seu lugar, Peña e Gonzalez entraram jogando contra o Brasil. No começo da partida, as brasileiras tiveram muita dificuldade na virada de bola. As dominicanas jogavam soltas, até mesmo de forma inteligente no ataque, algo não muito comum. O volume de jogo delas era superior ao do Brasil. As brasileiras pareciam presas, e o bloqueio dominicano foi decisivo na primeira parcial.

A partir da segunda parcial, com força no serviço, o jogo brasileiro começou a aparecer. Macris começou a trabalhar as bolas de velocidade e melhorou a sua distribuição. As dominicanas tiveram muitas dificuldades no passe. O Brasil aumentou a eficiência nos contra-ataques e virou o jogo para 2×1.

Na quarta parcial a República Dominicana retomou o seu melhor jogo. Com força no bloqueio, foram 5 pontos diretos no fundamento, conseguiu se manter na frente no 4º set. O Brasil equilibrou o jogo novamente, mas não teve jeito, a partida foi para o set desempate. No tie-break, disputado ponto a ponto, a inversão do 5×1, realizada pelo Brasil, foi decisiva para a vitória.

🇧🇷 BRASIL Macris (1) Tandara (10), Garay (26), Gabi (20), Carol (12), Carol Gattaz (17), Brait (L). Entraram: Roberta (1), Rosamaria (2), Natália (0). Técnico: José Roberto Guimarães

🇩🇴 REP. DOMINICANA Marte (5), Gonzales (12), B. Martínez (24), Peña (12), J. Martínez (15), Eve (7), Castillo (L). Entraram: De La Cruz (1), Dominguez (0), Martínez (0) Rivera (0). Técnico: Marcos Kwiek

A seleção brasileira em quadra/Divulgação FIVB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s