DIÁRIO OLÍMPICO – episódio 4

No segundo dia de competições do vôlei feminino, pela Olimpíada de Tóquio 2020, o Brasil venceu um difícil jogo com a República Dominicana, no tie-break, pelo grupo A. Ainda pela mesma chave, vitórias da Sérvia e da Coreia do Sul. Pelo grupo B, Itália e Estados Unidos conquistaram a segunda vitória e o Comitê Olímpico Russo se recuperou do revés na 1ª rodada, com um triunfo contra a Argentina. Confira os detalhes da segunda rodada dos Jogos de Tóquio 2020.

Episódio 4

Iniciando o segundo dia de competições, Comitê Russo e Argentina entraram em quadra, pelo grupo B. Com 13 pontos de bloqueio, as representantes russas conquistaram a primeira vitória nos Jogos. O placar final do confronto ficou em 3×0, com parciais de 25/19, 25/15, 25/13. A oposta Goncharova foi a maior pontuadora do jogo, com 17 pontos. Pela Argentina, Mercado marcou 13 pontos.

O bloqueio das representantes russas/Divulgação FIVB

Ainda pelo grupo B, no segundo jogo da rodada, os Estados Unidos enfrentou a China. Como dito mais cedo no blog, jogando de azul, a China melhorou seu desempenho, em relação ao primeiro jogo, mas saiu de quadra derrotada por 3×0, com parciais de 29/27, 25/22, 25/21. A oposta norte-americana Thompson marcou 34 pontos, em apenas três sets.

Na sequência da rodada, pelo grupo A, as donas da casa jogaram com a Sérvia. O Japão foi muito bem na primeira e terceira parcial, mas não conseguiu parar a oposta Boskovic. Sua performance foi decisiva para a vitória da Sérvia. Sozinha marcou 34 pontos. O placar final ficou em 3×0, com parciais de 25/23, 25/16, 26/24, a favor da Sérvia.

A seleção da Sérvia comemora a vitória após o jogo/Divulgação FIVB

Fechando os jogos do dia, pelo grupo B, Itália e Turquia fizeram o clássico europeu da rodada. As turcas não conseguiram repetir o desempenho da primeira partida, quando surpreenderam a China. Com grande atuação individual de Paola Egonu, ela anotou 29 pontos, a Itália venceu o jogo por 3×1, com parciais de 25/22, 23/25, 25/20, 25/15.

Encerrando a rodada no dia, em jogo válido pelo grupo A, a Coreia teve mais trabalho do que o esperado para derrotar o Quênia. Mais uma vez, a seleção africana quase aprontou, em confronto com uma seleção asiática. Mas não deu. A Coreia venceu o jogo contra a equipe dirigida pelo brasileiro Luizomar de Moura, por 3×0, com parciais de 25/14, 25/22, 26/24.

A oposta coreana Hee, maior pontuadora do jogo com o Quênia, com 20 pontos/Divulgação FIVB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s