EM TESTE DE ESTREIA, BRASIL VENCE TUNÍSIA

O ponteiro Douglas Souza mudou o panorama do jogo com a Tunísia/Divulgação FIVB

O Brasil estreou com vitória nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Em jogo válido pelo grupo B da Olimpíada, contra a Tunísia, a seleção brasileira venceu seu primeiro compromisso na competição, pelo placar máximo, com parciais de 25/22, 25/20, 25/15. Foi a segunda vez na história dos Jogos, que o Brasil bateu a Tunísia na estreia, por 3×0. O oposto brasileiro Wallace e o oposto tunisiano Ben Tara foram os maiores pontuadores do confronto, com 13 pontos cada.

Ao final da estreia com a Tunísia, o técnico Renan Dal Zotto comentou sobre o jogo, em conversa na área de imprensa da Arena Ariaki. “Estreia sempre gera uma tensão muito grande. Hoje não começamos bem nos dois primeiros sets, mas o time soube reagir e isso é um ponto positivo. Além disso, conseguimos mexer bem no time. Podemos melhorar bastante no saque ainda, mas o time não pegou a referência do ginásio e temos que ajustar ainda. Afinal, daqui para frente começa uma guerra impressionante”.

Na próxima rodada, os brasileiros terão o clássico sul-americano pela frente. A partida com os argentinos está marcada para a segunda-feira, 26 de Agosto, às 9h45 da manhã, com transmissão da TV Globo, SPORTV e BandSports. Já a Tunísia, enfrenta a França, na madrugada de domingo para segunda, também 26 de Agosto, às 4h25 da manhã.

A seleção brasileira comemora ponto/Divulgação FIVB

RESUMO

A Tunísia surpreendeu o Brasil ao não escalar o oposto Nagga. Em seu lugar, Ben Tara, nas duas primeiras parciais, foi muito eficiente no ataque. Os brasileiros entraram desligados na partida. Relaxada, a seleção brasileira melhorou nas passagens pelo serviço do central Isac. Os tunisianos mantinham uma linha de passe com 4 jogadores. Com bom volume de jogo, a Tunísia esteve na frente do placar, por muito tempo, nas duas primeiras parciais.

Com dificuldade no passe, Leal foi sacado da partida. Douglas Souza entrou muito bem, em seu lugar. Os brasileiros tomaram 5 pontos de bloqueio da Tunísia, na segunda parcial. A diferença do jogo estava no meio. Enquanto os atacantes brasileiros encaravam o paredão tunisiano, os centrais do país africano eram eficientes no ataque.

Com a melhora do passe, o jogo do Brasil fluiu. Bruninho e Lucão, que não faziam uma boa estreia, deslancharam. Os brasileiros acionaram o rolo compressor e a Tunísia se perdeu no jogo. Finalmente, o técnico tunisiano colocou em quadra o oposto Nagga. Mas já era tarde, o Brasil dominava o jogo e o técnico Renan aproveitou o momento para rodar o banco.

🇧🇷BRASIL Bruninho (2), Wallace (13), Leal (4), Lucarelli (10), Isac (7), Lucão (7), Thales (L). Entraram: Douglas Souza (10), Cachopa (0), Maurício Borges (2), Alan (1). Técnico: Renan Dal Zotto

🇹🇳TUNÍSIA Khaled (1), Ben Tara (13), Othmen (7), Moalla (0), Ahmed (8), Agrebi (3), Hmissi (L). Entraram: Nagga (3), Karamosli (1), Bouguerra (1). Técnico: Antônio Giacobbe

O oposto Wallace, maior pontuador da partida, com 13 pontos/Divulgação FIVB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s