O RISCO DE DESCENSO DO SESI/SP

Um dos maiores investimentos no voleibol brasileiro nos últimos anos, o Sesi/SP corre sério risco de rebaixamento na temporada atual. Ao contrário de anos anteriores, nesta edição da Superliga Masculina, o Sesi/SP apostou em jovens promessas da modalidade, segundo o próprio clube, em virtude da pandemia do coronavírus. No entanto, até o momento, o campeão da Superliga Masculina 2010/2011, não obtém resultados expressivos.

Sob o comando técnico do campeão olímpico em Barcelona 92 Marcelo Negrão, o Sesi/SP conquistou apenas 4 vitórias em 14 jogos na temporada. Todas elas contra equipes do mesmo nível. Contra os favoritos, o time não ofereceu resistência e foi presa fácil. Caso a Superliga fosse encerrada hoje, o time de Murilo Endres, MVP do Mundial 2010 e dos Jogos de Londres 2012, estaria rebaixado.

Para piorar, o Sesi perdeu um importante jogo, no confronto direto com o Caramuru, contra o rebaixamento, na semana passada, por 3×0. Porém, apesar do risco de descenso, o Sesi/SP ainda tem chances de classificação para os playoffs. Isto porque, 7 equipes estão emboladas na disputa por 4 vagas nas quartas-de-final.

Analisando friamente os objetivos do Sesi/SP na temporada, deixando de lado os números da campanha da equipe, o time da Vila Leopoldina cumpre bem a missão de dar rodagem aos novos valores. Entre os destaques, o jovem oposto Darlan e o não tão jovem assim Alan Patrick, deslocado da saída de rede para a entrada. Os dois são a prova que mesmo com um possível rebaixamento, é necessário dar espaço para caras novas no voleibol brasileiro.

Talvez, faltou ao Sesi/SP, uma estratégia que mesclasse jovens promessas com valores mais experientes. Um provável rebaixamento da equipe na atual edição da Superliga, seria uma perda para a competição. Mesmo com um investimento menor, o Sesi/SP já é uma equipe tradicional do certame. Fará falta. Ainda que consiga escapar do descenso, existe o risco de fim do projeto, o que seria lamentável.

Desempenho individual

Os números não mentem! Darlan do Sesi, irmão do oposto Alan do Cruzeiro, MVP da Copa do Mundo 2019, é uma das revelações da Superliga Masculina 2020/2021. O jovem de 17 anos mantém uma média de 5 pontos marcados por set, aparecendo em 2º lugar nas estatísticas da competição, atrás apenas do oposto Renan do Itapetininga. Nos números totais, Darlan é o maior pontuador da Superliga, até agora, com 260 pontos. Atuando na posição de oposto, a mesma do irmão, provavelmente, Darlan será alvo da cobiça de outros clubes, ao fim da temporada.

O jovem Darlan ao lado de Marcelo Negrão/Divulgação CBV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s