A PRIMEIRA MEDALHA OLÍMPICA DO VÔLEI FEMININO

Antes de tornar-se bicampeã olímpica, a seleção brasileira feminina de vôlei brigou heroicamente por um lugar no pódio da modalidade. Com Bernardinho como treinador, foram anos de muito suor, com três títulos do Grand Prix (1994, 1996, 1998), um vice-campeonato mundial (1994), além do ouro no Pan de Winnipeg (1999) e, finalmente, dois bronzes olímpicos, em Atlanta 1996 e Sydney 2000. Obviamente, a primeira vez a gente nunca esquece.

A história da primeira medalha olímpica do vôlei feminino começa na década de 1980, com a elogiada participação nos Jogos Olímpicos de Los Angeles 1984, sob o comando do saudoso técnico Ênio Figueiredo, com as percursoras da modalidade no país: Vera Mossa, Jaqueline e Isabel Salgado. O salto na performance brasileira veio com o título mundial juvenil de 1987. Dirigidas por Marco Aurélio Motta, várias atletas foram reveladas como Ana Moser e Fernanda Venturini. A base do futuro estava montada.

Após um melancólico 6º lugar nos Jogos de Seul em 1988, as brasileiras estavam prontas para subir ao pódio pela 1ª vez nas Olimpíadas, 4 anos mais tarde, em Barcelona. Depois de superar o Peru no Pré-Olímpico de São Paulo, em 1991, garantindo participação nos Jogos, o Brasil chegou nas semifinais do torneio olímpico como azarão, sendo derrotado pela Equipe Unificada. Na disputa do bronze, novo revés, dessa vez para os Estados Unidos. O sonho da medalha olímpica bateu na trave.

Atlanta 1996

Durante o ciclo de preparação para Atlanta, com a chegada de Bernardinho ao comando da seleção feminina, o Brasil finalmente começou a vencer e incomodar os principais adversários da modalidade como Cuba e Rússia. Com a base principal do time madura, o primeiro feito do Brasil foi o vice-campeonato mundial em 1994, conquistado dentro do país.

Dois anos mais tarde, foi a vez da conquista da primeira medalha olímpica em Atlanta. Na 1ª fase da competição, o Brasil assombrou o mundo, com 5 vitórias em 5 jogos. Entre elas, triunfos históricos, para os anais olímpicos, contra Cuba e Rússia, por 3×0. As brasileiras estiveram perto de igualar a marca italiana de avançar na 1ª fase, sem perder uma parcial sequer. Porém, acabaram encerrando a fase preliminar, vencendo a Alemanha, por 3×1.

Na fase eliminatória seguinte, mais uma vitória incontestável, dessa vez contra a Coreia do Sul, por 3×0, com parciais de 15/4, 15/2, 15/10. Por um acidente de percurso, nas semifinais do vôlei feminino em Atlanta, o Brasil cruzou com Cuba. O aguardado confronto era esperado para a grande final da competição, mas uma derrota das cubanas para a Rússia na 1ª fase, por 3×1, selou o destino das duas seleções.

Em um duelo épico, tenso, marcado por provocações e nervosismo, decidido apenas no tie-break, a seleção brasileira feminina sucumbiu ao poder ofensivo cubano. Encerrada a partida, um fato lastimável para a história dos Jogos Olímpicos de Atlanta 1996 aconteceu. Cubanas e brasileiras quase saíram no tapa após o jogo, ainda dentro de quadra. Nos vestiários, mais confusão, debelada apenas na delegacia, após boletim de ocorrência.

Emocionalmente abaladas, as brasileiras foram para o confronto com a Rússia pelo inédito bronze. Com a força do banco de reservas, o Brasil conseguiu superar o trauma da derrota para Cuba, com uma nova vitória sobre as russas no torneio olímpico, dessa vez, por 3×2. A ponteira Filó fechou o ponto final da partida, vencida no tie-break, por 15/13. Cuba ficou com o ouro. China com a prata. No link abaixo, você confere os pontos decisivos da partida em que o vôlei feminino brasileiro conquistou sua primeira medalha olímpica.

Fonte: Olympedia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s