BRASIL ENCAMINHA TÍTULO DA COPA DO MUNDO 2019

Pela Copa do Mundo de vôlei masculino 2019, disputada no Japão, em jogo válido pela nona rodada, a seleção brasileira derrotou a Polônia, de virada, por 3×2, com parciais de 19/25, 25/23, 25/19, 16/25, 15/11. Foi a nona vitória consecutiva brasileira na competição. O Brasil ainda não perdeu no torneio. O oposto Alan foi o maior pontuador do confronto com 27 pontos. Pela Polônia, Muzaj anotou 17 pontos.

Com o resultado, a seleção brasileira ficou a uma vitória do título. Basta vencer na próxima rodada, para os brasileiros levantarem a taça da Copa do Mundo pela terceira vez. O adversário do duelo decisivo será o anfitrião Japão. A partida acontece amanhã, segunda-feira, 14 de Outubro, logo cedo, às 7h20, com transmissão do SPORTV 2.

Ao final do jogo com os poloneses, o técnico Renan Dal Zotto comemorou a vitória em conversa com a assessoria da CBV. “Estou muito feliz por essa vitória, que foi muito importante porque jogamos hoje com uma das principais seleções do mundo, atual campeã do mundo, e hoje foi a nossa nona partida em uma competição muito longa, duríssima. Foi um jogo extremamente delicado e difícil de ser jogado”.

RESUMO

Poloneses e brasileiros fizeram um duelo cercado de expectativas. No entanto, o nível técnico da partida ficou abaixo do esperado. Ao todo, foram 60 pontos cedidos em erros. 32 pelo Brasil e 28 pela Polônia. A principal dificuldade das seleções esteve na execução do serviço. Além disso, em ambos os lados, também houveram problemas na virada de bola e oportunidades perdidas de contra-ataques.

O Brasil fez apenas uma boa terceira parcial. A Polônia foi muito bem na quarta. O desgaste físico da competição pode ter pesado. A seleção brasileira na maior parte do tempo esteve desconcentrada, diferentemente, dos jogos anteriores. A bola com os centrais não fluiu.

Apesar de ter conquistado mais pontos no bloqueio e no serviço, a Polônia não conseguiu sustentar a pressão no saque. Por sua vez, mesmo em uma má jornada de Bruninho, o Brasil venceu o duelo decisivo, com mais eficiência no ataque, especialmente na virada de bola.

Para quem aguardava o duelo entre os cubanos naturalizados, a noite foi de Alan. O oposto brasileiro foi decisivo para a vitória. Com aproveitamento de mais de 60% no ataque, Alan ofuscou a presença de Leon, um dos melhores jogadores do mundo. Com o auxílio de Leal, muito regular, ele foi a bola de desafogo do Brasil em uma partida de altos e baixos das duas seleções.

POLÔNIA Drzyzga (1), Muzaj (17), Leon (17), Kubiak (9), Klos (14), Bieniek (8), Zatorski (L). Entraram: Wojtaszek (L), Komenda (0), Kaczmarek (1), Sliwka (2), Szalpuk (2). Técnico: Vital Heynen

BRASIL Bruninho (2), Alan (27), Leal (21), Lucarelli (4), Lucão (9), Maurício Souza (5), Thales (L). Entraram: Cachopa (0), Filipe Roque (0), Maurício Borges (0), Flávio (1), Isac (1), Douglas Souza (2). Técnico: Renan Dal Zotto

Alan no ataque/Divulgação FIVB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s