RESUMO DA COPA – dia 17

Pela sexta rodada da Copa do Mundo de vôlei masculino 2019, seis jogos foram realizados na quarta-feira, 9 de Outubro, em Hiroshima, no Japão, em duas arenas distintas, na mesma cidade. A seleção brasileira manteve a dianteira na tabela, com a sexta vitória consecutiva na competição. Estados Unidos e Polônia também venceram e seguem a caça ao líder Brasil.

Rodada 6

Na abertura da rodada, em Hiroshima, a Tunísia surpreendeu o Canadá e quase venceu o jogo. Em um confronto equilibrado, os canadenses precisaram do tie-break para derrotar os tunisianos. O placar final da partida foi 3×2, com parciais de 25/20, 20/25, 29/27, 20/25, 15/12. Mesmo com o revés, o tunisiano Nagga foi o maior pontuador do confronto com 30 pontos.

A seleção canadense comemora ponto/Divulgação FIVB

Na sequência de jogos, na quadra principal, a Itália bateu o Egito pelo placar máximo, ou seja, 3×0, com parciais de 25/19, 25/21, 25/22. O ponteiro holandês naturalizado italiano Dick Kooy foi o destaque individual da partida com 18 pontos, sendo 14 de ataque, 1 no bloqueio e 3 no serviço.

O holandês naturalizado italiano Kooy/Divulgação FIVB

Ainda na mesma arena, depois da vitória italiana, poloneses e russos entraram em quadra para mais um clássico europeu na Copa. Melhor para a Polônia. Contra o time alternativo da Rússia, os poloneses conquistaram mais um resultado positivo, de virada, pelo placar de 3×1, com parciais de 25/27, 25/21, 25/18, 25/22. Leon pela Polônia e Voronkov pela Rússia lideraram a pontuação do jogo, com 19 pontos cada.

Na outra quadra, após o jogo entre brasileiros e argentinos, os Estados Unidos enfrentaram o Irã. O duelo terminou em 3×1, com parciais 25/18, 22/25, 25/18, 25/12, a favor dos americanos. O ponteiro Russel dos Estados Unidos marcou a maior pontuação do jogo. Ele anotou 18 pontos.

Encerrando o dia de competições, o Japão venceu a Austrália e seguiu com sua boa campanha na Copa, até o momento. O placar final ficou em 3×0, com parciais de 25/17, 25/22, 25/22. Foi a quarta vitória japonesa no torneio. Mais uma vez, Ishikawa foi o destaque do Japão. Ele marcou 15 pontos, sendo 13 de ataque e 2 no serviço.

O oposto Nishida no serviço, fundamento responsável pela vitória japonesa/Divulgação FIVB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s