SELEÇÃO MASCULINA ATROPELA RÚSSIA B

Pela Copa do Mundo de vôlei masculino 2019, em jogo válido pela quarta rodada da competição, o Brasil atropelou o time alternativo da Rússia. Com grande atuação individual do oposto Alan, ele marcou 18 pontos, a seleção brasileira derrotou os russos, pelo placar máximo, com parciais 25/16, 25/22, 25/22. Com o resultado, os brasileiros conquistaram a quarta vitória na Copa. O Brasil é o único ainda invicto no torneio e líder isolado com 12 pontos. Na próxima rodada, a seleção brasileira enfrenta o Irã, na madrugada de domingo, 6 de Outubro, a partir das 2h, com transmissão do SPORTV 2.

Ao final do confronto, o levantador Bruninho conversou com a assessoria da CBV sobre a vitória contra a Rússia. “Sabíamos das qualidades do time da Rússia, que força muito saque e, como eles erraram muito no primeiro set, isso acabou facilitando um pouco nosso trabalho. Mas estávamos com bom volume de jogo, sem errar, sabendo trabalhar o nosso ataque contra um bloqueio grande como o russo. No segundo set, o saque começou a entrar, tivemos um pouco mais de dificuldade, mas não perdemos a paciência. No terceiro, estivemos atrás, mas não perdemos a concentração. Eles forçaram o saque, sabendo que era tudo ou nada. E mais uma vez o time se mostrou lúcido e isso é uma qualidade que temos mostrado nesse campeonato”.

RESUMO

A Rússia começou o jogo dominando as ações. Com saque e bloqueio agressivos, os russos foram para a primeira parada técnica, da primeira parcial, na frente. Na sequência, o jogo se inverteu. O saque brasileiro começou a funcionar e com mais volume de jogo no fundo de quadra, o Brasil pressionou os russos no bloqueio. Foram 5 pontos no fundamento apenas no 1º set. Errando muito pouco, os brasileiros fecharam a parcial em 25/16.

Nas parciais seguintes, o serviço russo foi mais eficiente. O Brasil teve uma queda de rendimento no fundamento, apesar de boas passagens do oposto Alan pelo saque. Os brasileiros passaram a errar e o bloqueio não conseguiu parar a virada de bola da Rússia. No entanto, os russos erraram ainda mais e também não foram capazes de neutralizar o oposto Alan. Graças a atuação individual dele, o Brasil fechou o jogo em 3×0, até com certa tranquilidade.

BRASIL Bruninho (0), Alan (18), Leal (13), Lucarelli (6), Lucão (6), Maurício Souza (7), Thales (L). Entraram: Cachopa (0), Filipe Roque (1), Maurício Borges (0). Técnico: Renan Dal Zotto

RÚSSIA Grankin (0), Kruglov (8), Podlesnykh (13), Voronkov (5), Iakovlev (6), Vlasov (3), Golubev (L). Entraram: Surmachevskiy (6), Kovalev (0), Shcherbinin (4). Técnico: Tuomas Sammelvuo

O oposto Alan no serviço/Divulgação FIVB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s