RESUMO DA COPA – dia 12

Teve início na terça-feira, 1º de Outubro, a edição 2019 da Copa do Mundo de vôlei masculino, no Japão. Doze seleções disputam o título da competição no formato todos contra todos. O país com maior número de vitórias será declarado campeão. O torneio vale pontos para o ranking internacional e nessa edição irá distribuir premiação recorde. No entanto, pela primeira vez desde 1989, a Copa do Mundo não distribuirá classificação olímpica aos vencedores.

Rodada inaugural

Na abertura da competição, na cidade de Nagano, em um dia marcado por surpresas, o Egito venceu a Austrália por 3×1, com parciais 25/22, 21/25, 25/23, 25/18. Apesar da derrota, o oposto australiano Williams foi o maior pontuador do confronto com 22 pontos. Pelo lado egípcio, Abdelhay e Massoud marcaram 14 pontos cada.

O oposto Williams tenta superar o bloqueio egípcio/Divulgação FIVB

Na sede de Fukuoka, outro resultado inesperado. No duelo entre argentinos e americanos, melhor para os comandados de Marcelo Méndez. Sem seus principais jogadores, a Argentina bateu os Estados Unidos atuais campeões da Copa do Mundo e praticamente com força máxima, por 3×2, com parciais 25/21, 25/20, 19/25, 21/25, 15/12. O argentino Martin Ramos saiu de quadra com 20 pontos, sendo 17 de ataque e 3 de bloqueio.

Na sequência de jogos, em Nagano, a Rússia estreou com vitória contra o Irã. Com uma equipe B, os russos venceram os iranianos, por 3×1, com parciais de 25/21, 25/18, 24/26, 25/22. Ebadipour e Podlesnykh lideraram a pontuação com 18 pontos cada.

A seleção russa comemora ponto/Divulgação FIVB

Já os poloneses, jogando em Fukuoka, não encontraram dificuldades para derrotar a Tunísia, mesmo com um time mesclado, por 3×0. Os principais jogadores da Polônia irão disputar a Copa do Mundo. No entanto, chegarão da Europa com a competição em andamento. Kwolek e Szymura foram o destaque polonês no jogo com 10 pontos cada.

O polonês Kwolek no serviço/Divulgação FIVB

Encerrando o dia, também em Fukuoka, ao mesmo tempo do duelo entre brasileiros e canadenses, em Nagano, o Japão surpreendeu os italianos. Diante de um time alternativo da Itália, os japoneses não tiveram a menor cerimônia em derrotar os italianos, por 3×0, com parciais de 25/17, 25/19, 25/21. Ishikawa foi o grande destaque do confronto. Ele anotou 19 pontos, sendo 16 de ataque, 1 de bloqueio, 2 de saque.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s