EM SUA MELHOR APRESENTAÇÃO, BRASIL PERDE DA CHINA

A seleção brasileira feminina de vôlei perdeu novamente pela Copa do Mundo 2019. Em jogo válido pela 6ª rodada da competição, o Brasil fez a sua melhor apresentação até o momento no torneio, mas acabou derrotado pelas chinesas, no tie-break, com parciais 25/23, 23/25, 22/25, 25/19, 15/9. Foi o terceiro revés brasileiro na Copa. A central Yuan e a ponteira Ting Zhu da China foram as maiores pontuadoras do confronto com 26 pontos cada. Pelo Brasil, Gabi foi o destaque individual na pontuação. Ela anotou 20 pontos.

Com o resultado, a seleção brasileira somou 1 ponto e viu suas chances de pódio ficarem reduzidas. Com 9 pontos, 3 vitórias e 3 derrotas, o Brasil está em 6º lugar na tabela. Já a seleção chinesa, além de manter a invencibilidade, ainda é líder da competição, nos critérios de desempate. Os Estados Unidos estão em 2º. Na próxima rodada, as brasileiras enfrentam a República Dominicana, na madrugada de segunda-feira, 23 de Setembro, às 00h30, com transmissão do SPORTV 2, enquanto a China faz um jogo decisivo pelo título, contra as americanas, logo em seguida, na cidade de Sapporo.

Ao final do jogo com a China, Gabi conversou com assessoria da CBV sobre a partida. “Apesar da derrota estou muito orgulhosa do nosso time. É difícil jogar contra a China. Hoje é um dos melhores times do Mundo e tem a Zhu fazendo a diferença em momentos importantes. Nossa equipe teve uma atitude completamente diferente na partida e cresceu bastante. Tivemos agressividade no ataque e todo mundo conseguiu jogar bem. Conseguimos um ponto importante. Agora teremos uma sequência de cinco jogos e vamos em busca dessas vitórias”.

NÚMEROS

O Brasil conseguiu equilibrar o jogo com as chinesas com um serviço eficiente. Ao todo, as brasileiras fizeram 7 pontos diretos no fundamento, além de colocar a linha de passe da China, por várias vezes, em dificuldades. No entanto, o bloqueio brasileiro não conseguiu parar a central Yuan, destaque individual da partida. Ela saiu de quadra com 26 pontos, sendo 19 de ataque e uma eficiência ofensiva de mais de 50%. Seu desempenho no bloqueio, foi o grande responsável pelo triunfo chinês. Dos 17 pontos chineses no fundamento, 7 foram dela.

Além de Yuan, contribuiu para a vitória chinesa, a performance da ponteira Ting Zhu no ataque. Muito acionada e neutralizada pelo volume de jogo brasileiro, no fundo de quadra, ela terminou o duelo com 26 pontos e 50% de aproveitamento ofensivo. Pelo Brasil, a central Mara foi a melhor atacante do time e do jogo, com quase 70% de eficiência. Além dela, Gabi também foi bem na partida, somando 20 pontos no total, sendo 19 de ataque e 1 no serviço.

CHINA Ding (4), Gong (9), Yuan (26), Ni Yan (9), Zhu (26), Zhang (13), Wang (L). Entraram: Di Yao (0), Zeng Chunlei (0) Yingying Li (3). Técnico: Lang Ping

BRASIL Macris (7), Lorenne (16), Mara (17), Bia (8), Gabi (20), Drussyla (12), Leia (L). Entraram: Roberta (0), Sheilla (3), Amanda (0). Técnico: José Roberto Guimarães

A central Yuan em destaque/Divulgação FIVB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s