RESUMO DA COPA – dia 2

Pela Copa do Mundo de vôlei feminino 2019 ocorreu no Japão, no domingo, 15 de setembro, a segunda rodada da competição. Abrindo o dia de jogos, na cidade de Hamamatsu, a seleção da Holanda, embalada pela vitória na estreia sobre a Argentina, derrotou o Quênia por 3×0, com parciais de 25/12, 25/19, 25/17. A ponteira Grothues foi a maior pontuadora da partida com 11 pontos.

Na outra sede, a China venceu Camarões, sem dificuldades, pelo placar máximo, com parciais de 25/18, 25/14, 25/19. A técnica chinesa Lang Ping poupou suas principais jogadoras do duelo com as africanas. A ponteira da China Yingying Li foi o destaque individual do confronto com 22 pontos.

Na sequência da rodada, em Hamamatsu, os Estados Unidos tomou um susto contra o time alternativo da Sérvia, atual campeão mundial. Depois de perder o 1º set por 25/23, o time americano virou o jogo com autoridade, com parciais de 25/17, 25/16, 25/15, fechando a partida em 3×1. A entrada da oposta Lowe foi decisiva para a vitória. Ela marcou 18 pontos.

Já em Yokohama, a República Dominicana conquistou um importante resultado para as suas pretensões na Copa do Mundo. O triunfo contra a perigosa Coréia do Sul foi pelo placar de 3×1, com parciais de 25/17, 24/26, 25/23, 25/23. Foi a primeira vitória das dominicanas na competição. Martinez saiu de quadra com 27 pontos anotados.

Encerrando o dia, também em Yokohama, depois do triunfo brasileiro contra a Argentina, em Hamamatsu, a Rússia manteve a invencibilidade na Copa após derrotar o Japão. As russas chegaram a estar perdendo por 2×1, depois de vencer o 1º set, mas conseguiram fechar o duelo em 3×2, com parciais de 25/11, 23/25, 25/27, 25/19, 15/7. Goncharova bateu o recorde de pontos nesta Copa do Mundo, em uma única partida. Ao todo, foram 31 pontos.