BRASIL MANTÉM HEGEMONIA NO CONTINENTE

A seleção brasileira masculina de vôlei manteve a hegemonia no Campeonato Sul-Americano. Jogando em Santiago, no Chile, o Brasil conquistou o 32º título da competição. Na decisão, a seleção masculina derrotou a Argentina, no tie-break, após reverter uma desvantagem de 2×0 no placar. A única vez em que os brasileiros não foram campeões sul-americanos foi em 1964, quando não participaram do torneio por problemas políticos. O oposto do Brasil Alan foi eleito MVP do campeonato. Completou o pódio do Sul-Americano 2019, na 3ª posição, a seleção chilena, depois de bater a Venezuela por 3×0, na disputa do bronze.

Ao fim do jogo, o ponteiro Douglas Souza, responsável pelo ponto do título, conversou com a assessoria da CBV sobre a conquista. “Sabíamos que seria um jogo difícil, uma final do Sul-Americano sempre é difícil e muito importante para o nosso time, quanto mais contra a Argentina. Para o nosso time, que é muito novo, foi importante adquirir essa grande experiência e saímos com mais energia ainda para os próximos desafios”.

SELEÇÃO DO SUL-AMERICANO 2019

A seleção do Campeonato Sul-Americano 2019 foi composta pelo levantador argentino Sánchez, o oposto argentino Lima, os central chileno Araya e o central brasileiro Flávio, o ponteiro Leal do Brasil e o ponteiro Bonacic do Chile, e o líbero argentino Danani.

A CAMPANHA DO TÍTULO

Fase de grupos

10/09 Brasil 3×0 Equador 25/10, 25/16, 25/14

11/09 Brasil 3×0 Colômbia 25/15, 25/10, 25/17

12/09 Brasil 3×1 Argentina 25/23, 25/21, 18/25, 25/21

Semifinal

13/09 Brasil 3×0 Chile 25/16, 25/17, 25/21

Final

14/09 Brasil 3×2 Argentina 24/26, 22/25, 31/29, 25/20, 15/13

A comemoração do título/Maurício Palma/Fevochi