O PRÉ-OLÍMPICO FEMININO

image

O voleibol feminino mundial prepara-se para o momento mais importante do calendário em 2019. Começa, nesta quinta-feira, no primeiro dia de Agosto, o Pré-Olímpico Mundial no naipe feminino. Em jogo, 6 vagas para as Olimpíadas de Tóquio, em 2020. As 24 melhores seleções ranqueadas, exceto o Japão, foram divididas em 6 grupos, com 4 países cada. O campeão de cada grupo garante a vaga olímpica. Neste formato, o processo qualificatório para os Jogos Olímpicos é inédito, em virtude dos japoneses sediarem a próxima Olimpíada. Com isso, a tradicional Copa do Mundo, disputada também no Japão, um ano antes dos Jogos, não irá distribuir vagas olímpicas nesse ciclo.

A seleção brasileira feminina de vôlei está no grupo D do Pré-Olímpico, como cabeça de chave, ao lado de República Dominicana, Azerbaijão e Camarões. Após muita indefinição de custos, o Brasil exerceu seu direito para sediar o evento, como cabeça de chave, respaldado financeiramente pela Confederação Sul-americana de Vôlei. Depois de muitas especulações, a cidade de Uberlândia foi escolhida para receber o Pré-Olímpico. As brasileiras estreiam contra Camarões, amanhã, a partir das 14h15, com transmissão da TV Globo e do SPORTV 2. Abaixo, você confere às chances de cada seleção no Pré-Olímpico.

GRUPO A SÉRVIA PORTO RICO TAILÂNDIA POLÔNIA
A seleção da Sérvia, atual campeã mundial e vice-olímpica, é a principal favorita do grupo para a conquista da vaga para os Jogos. O técnico Zoran Térzic surpreendeu ao não convocar para a competição, Milena Rasic, sua principal central. Seja qual for o motivo da ausência, é bom a Sérvia ficar atenta ao desempenho da jovem seleção polonesa. Alta e forte, a nova geração da Polônia deve dar trabalho para a Sérvia. Além das polonesas, Tailândia e Porto Rico também devem apresentar alguma resistência. Porém, dificilmente devem abalar o favoritismo sérvio.

GRUPO B CHINA TURQUIA ALEMANHA REP. CHECA
Em seus domínios, a China terá pela frente um dos grupos mais complicados do Pré-Olímpico. Contra Turquia, Alemanha e República Checa, as chinesas precisam se precaver para não serem surpreendidas. Os três adversários pela vaga olímpica estão evoluindo em estágios diferentes. No primeiro, a Turquia aparece como a principal ameaça. Já figurando entre as melhores seleções do mundo, jogando de igual para igual com a China, a Turquia pode conquistar a classificação dentro do território chinês. No segundo estágio, as alemãs progrediram com bons resultados na Liga das Nações e buscam voltar aos Jogos depois de 16 anos. No terceiro, a República Checa, tradicional no vôlei, apresenta uma nova geração, para os próximos ciclos. Todo cuidado é pouco para a China.

GRUPO C EUA ARGENTINA BULGÁRIA CAZAQUISTÃO
Em casa, os Estados Unidos não devem ter dificuldades para assegurar a vaga olímpica. Diante de Argentina, Bulgária e Cazaquistão, o técnico americano Karch Kirally se deu ao luxo de poupar algumas atletas, dada a tamanha superioridade americana. O principal empecilho para os Estados Unidos, nesse grupo, pode ser o relaxamento e a falta de concentração. Com foco, dificilmente, os Estados Unidos irá perder a classificação. Seu principal adversário, provavelmente, será a seleção da Bulgária. No entanto, as ameaças para as americanas na chave são pequenas e as chances dos oponentes são remotas.

GRUPO D BRASIL REP. DOMINICANA AZERBAIJÃO CAMARÕES
Após a medalha de prata na Liga das Nações, o Brasil ganhou confiança para o restante da temporada. Com o retorno de Tandara, certamente, as brasileiras irão diminuir a dependência do bom desempenho técnico da ponteira Gabi. O Brasil deve prestar atenção em seus oponentes, além da República Dominicana, teoricamente adversário mais forte do grupo. Contra o Azerbaijão, o bloqueio será decisivo para neutralizar a atacante Polina Rahimova, récem-contratada pelo Bauru. Já quando o assunto são as dominicanas, o Brasil precisa manter eficiência da virada de bola o tempo inteiro. A principal força dominicana é a potência de ataque. Para não correr riscos, saque e bloqueio serão decisivos. Bem cotado, nesse grupo, o Brasil tem grandes chances de conquistar a vaga olímpica.

GRUPO E RÚSSIA COREIA DO SUL CANADÁ MÉXICO
Tecnicamente, talvez esse seja o grupo mais fraco do Pré-Olímpico. Jogando em casa, a Rússia deve garantir presença nos Jogos de Tóquio, em 2020, pela fraqueza dos oponentes. Mesmo com reforços, a Rússia busca voltar ao patamar do passado. Hoje, o time não está entre as seleções mais fortes do mundo e há 15 anos não sobe ao pódio das Olimpíadas. Teoricamente, as coreanas podem fazer frente a Rússia. No entanto, sob o comando do italiano Lavarini, campeão da Superliga, a Coreia passa por uma reformulação. O objetivo é chegar a Tóquio em boas condições de jogo. A chance da Coreia deve ser na disputa continental pela vaga olímpica, contra a Tailândia. Também será interessante observar nesse grupo, a evolução do Canadá, atual campeão da Challenge Cup. Com um pouco de canja, as canadenses podem ameaçar seus adversários continentais, na repescagem, em janeiro. Já as mexicanas, também em franca evolução, desde o Mundial, podem sonhar com um bom desempenho.

GRUPO F HOLANDA ITÁLIA BÉLGICA QUÊNIA
Cabeça de chave do grupo, não se sabe porque a Holanda abriu mão de sediar o Pré-Olímpico. Caso o motivo seja financeiro, é algo estranho se considerarmos que, a Holanda será sede do Mundial feminino de 2022. Por se tratar de um país rico, teoricamente, a questão financeira não seria um problema para os holandeses. Dito isso, o grupo F do Pré-Olímpico é um dos mais imprevisíveis. Tirando o Quênia, Holanda, Itália e Bélgica possuem condições de conquistar a classificação. O fato de jogar em casa, com apoio da torcida, pode ser decisivo para a Itália, atual vice-campeã mundial. Tecnicamente, as italianas estão um pouco acima de belgas e holandesas. Porém, os últimos resultados internacionais, provaram que Holanda e Bélgica não se entregam facilmente. Sem depender exclusivamente de apenas uma jogadora, a Holanda é a principal ameaça para as italianas. A Bélgica, com chances, corre por fora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s