SELEÇÃO MASCULINA TERMINA 1ª FASE NA LIDERANÇA

image

A seleção brasileira masculina de vôlei encerrou a fase regular da Liga das Nações na liderança, com apenas uma derrota, em 15 partidas. Jogando em Brasília, no último final de semana, o Brasil terminou a sua participação na 1ª fase, com três vitórias, em três jogos, contra França, Canadá e Itália, respectivamente. Com os resultados, o Brasil se tornou cabeça de chave do grupo B das finais. Ao seu lado, no mesmo grupo, estão Irã e Polônia. Também estão classificados para a finais, a ser disputada em Chicago, nos Estados Unidos, na próxima semana, Rússia e França, além dos americanos, país sede. As três seleções compõe o grupo A. A estreia do Brasil nas finais acontece na quarta-feira, 10 de julho, contra a Polônia.

A semana brasileira na VNL masculina

BRASIL 3×1 FRANÇA 23/25, 25/18, 25/23, 25/23

O Brasil iniciou o jogo com a França cometendo muitos erros. As duas seleções tinham muitas dificuldades para confirmar os pontos em contra-ataques. O oposto francês Boyer foi anulado pelo bloqueio brasileiro. Foi a melhor partida do Brasil na fase regular da VNL no fundamento. O bloqueio decidiu o jogo para os brasileiros. Para fugir da marcação, a França trocou os levantadores, em vão. O levantador Bruninho fez sua melhor apresentação na VNL, até então, realizando uma excelente distribuição. O ponteiro Douglas Souza entrou no lugar de Lucarelli dando consistência ao Brasil. Bem marcado, Lucarelli saiu praticamente zerado do jogo. O Brasil sofreu com o saque francês. O ponteiro Leal foi o maior pontuador do jogo com 16 pontos.

BRASIL 3×0 CANADÁ 25/20, 25/19, 25/19

Canadenses e brasileiros forçaram o serviço ao extremo, com muitos erros. O Brasil criava situações de contra-ataque, confirmando os pontos. O saque canadense equilibrava as ações, em alguns momentos, mas o Canadá não conseguia sustentar o placar na virada de bola. O sistema defensivo brasileiro gerou muitas dificuldades para o ataque canadense. O central Isac e o levantador Cachopa foram os destaques individuais do jogo. O Canadá até teve alguns bons momentos na partida, mas a sequência no serviço do Brasil, praticamente acabou com qualquer chance de reação dos canadenses. No fim, 3×0 para o Brasil.

BRASIL 3×1 ITÁLIA 26/28, 25/22, 25/18, 25/18

Jogando solto, sem responsabilidade, o time alternativo italiano pressionou a virada de bola do Brasil, com muito volume de jogo, no fundo de quadra. Taticamente perfeita, a Itália venceu a primeira parcial dominando as ações do jogo. Utilizando as extremidades, o levantador italiano driblou o bloqueio brasileiro. Com muita força no serviço, os italianos conseguiram tirar o ponteiro Leal da partida. Mais uma vez, a entrada de Douglas Souza mudou o panorama do jogo. Os italianos tinham uma boa vantagem na segunda parcial, mas foram surpreendidos pela reação brasileira. Os comandados de Renan ganharam confiança. O Brasil conseguiu realizar a leitura correta no bloqueio e a estratégia do levantador italiano Sbertoli ficou em xeque. Errando menos, com mais consistência na virada de bola, fruto da boa recepção, o Brasil virou o jogo, até com certa facilidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s