OS AMISTOSOS DO BRASIL CONTRA O CANADÁ

A seleção brasileira masculina de vôlei conquistou duas vitórias, em dois jogos, em amistosos realizados contra o Canadá, na semana passada, no ginásio do Taquaral, na cidade de Campinas, em São Paulo. No primeiro jogo contra os canadenses, na quarta-feira, 22 de maio, o Brasil precisou do tie-break para sair vitorioso. Já na segunda partida, na sexta-feira, 24 de maio, o triunfo foi mais tranquilo, pelo placar máximo por 3×0.

De fato, ter o Canadá como adversário em testes antes da Liga das Nações foi muito produtivo para o técnico Renan Dal Zotto. No entanto, a maior expectativa da torcida e imprensa, a estreia do ponteiro cubano Leal, agora naturalizado brasileiro, ficou para o jogo do Brasil contra os Estados Unidos, na Polônia, pela VNL, na sexta-feira, 31 de maio.

Além disso, o pedido de dispensa do levantador William, para a temporada de seleções, em 2019, e a ausência, por enquanto, de Bruninho, foi benéfica para dar ritmo de jogo e experiência ao levantador Cachopa. Seu concorrente direto, Thiaguinho, foi pouco utilizado. Renan deverá definir entre os dois jogadores, qual será o substituto imediato de Bruninho, principalmente, nas inversões de rede.

Outra indefinição, é a intensa troca de líberos. Mais precisamente, um para passar, no caso Thales, e outro para defender, no caso Maique. Tal fato, já é uma dor de cabeça para o técnico Renan Dal Zotto. Os dois jogadores são muito bons em suas especialidades. E o motivo para as dúvidas do treinador é a restrição de inscritos nos Jogos Olímpicos. Em torneios da FIVB, são permitidos 14 atletas inscritos para cada jogo. Já nas Olimpíadas, o Comitê Olímpico permite apenas 12.

Entre os destaques individuais dos amistosos, esteve o ponteiro Douglas Souza. Lucarelli, utilizado na segunda partida, também foi muito bem no seu retorno à seleção brasileira masculina, após período de recuperação de contusão. Ele ficou de fora da campanha vice-campeã mundial, em 2018.

Sobre o Canadá, é bom apontar a renovação. Nas duas partidas, com times alternativos, mesclando titulares e jovens promessas, os canadenses provaram que possuem condições de disputar os Jogos de Tóquio, em 2020, e até mesmo sonhar com uma medalha olímpica. O recém-contratado pelo Cruzeiro, o ponteiro Perrin, não esteve em seus melhores dias. Porém, a equipe titular do primeiro jogo, com algumas caras novas, foi muito bem e colocou o Brasil em dificuldades.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s