AS ESTATÍSTICAS DA SUPERLIGA MASCULINA

image

Encerrado o 1º turno da Superliga Masculina e os destaques individuais nas estatísticas da competição, em sua grande maioria, são compostos por atletas com passagens pela seleção brasileira. O maior pontuador do torneio é ninguém mais ninguém menos que, um dos melhores jogadores do mundo na sua posição, o oposto Wallace do Sesc/Rio. Ele marcou até aqui, 186 pontos, 4,86 de média por set.

No ataque, o central Flávio do Minas lidera no aproveitamento. O jogador, com passagens pela seleção de novos, possui 66% de eficiência. De 139 bolas, colocou 92 no chão. Em segundo lugar, aparece o central Luizinho do Vôlei Ribeirão, com 64%. Na sequência, dois nomes do Cruzeiro. O central Isac, na 3ª colocação, com 62%, e o americano Sander, em 4º, com 60% de aproveitamento.

Já no bloqueio, em números diretos de pontos no fundamento, em 1º lugar está o central Petrus do Vôlei Ribeirão, com 33 pontos. Na 2ª colocação, o central Flávio do Minas, com 29 pontos. Em 3º, Wennder do Itapetininga, com 28 pontos. Fecham a lista de bloqueadores: Gustavão do Sesi/SP, com 27 pontos e o francês Le Roux do Cruzeiro, com 26 pontos, em 4º e 5º lugares, respectivamente.

No serviço, por aproveitamento e em número de pontos, a liderança pertence ao central Éder do Sesi/SP. Ainda por aproveitamento, Lucarelli do Taubaté é o 2º colocado, com 0,46 de média. Em 3º lugar, o central Le Roux do Cruzeiro, com 0,45. Na 4ª posição, Lucão do Taubaté, com 0,39. Encerra a lista, dos cinco melhores sacadores, o ponta Gabriel do Vôlei Ribeirão.

Entre os melhores passadores, estão três jogadores dos mais experientes da competição. Em 1º lugar, o líbero do Maringá, campeão mundial em 2010, Mário Júnior, com 73% de aproveitamento. Na 2ª colocação, Renato do Sesi/SP, com 71%. Na sequência, na 3ª posição, o ponta Lipe, também do Sesi/SP, com 70%.

Infelizmente, a metodologia utilizada pelo sistema de estatísticas da CBV, não contempla dois fundamentos importantes que não pontuam. Tanto na defesa, quanto no levantamento, não há disponibilidade de dados. Dado que o levantamento engloba várias questões como precisão, eficiência e trabalho sem o passe na mão, a análise da CBV é incompleta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s