A INOXIDÁVEL ARLENE XAVIER

image

A líbero Arlene Xavier, do Sesi/Bauru, foi homenageada durante essa semana pela CBV, antes de partida válida pela 7ª rodada da Superliga Feminina entre Bauru e Brasília. A experiente jogadora recebeu uma placa da CBV. A homenagem fez parte das comemorações dos 25 anos da competição. Aos 48 anos, Arlene participou de todas as edições da Superliga. Versátil, ao longo da carreira, jogou em quase todas as posições, com exceção do levantamento.

“Foi uma satisfação e uma emoção imensa ter recebido essa homenagem que eu nem imaginava que ocorreria. Fico ainda mais feliz por ter sido em Bauru, perto da nossa torcida. Confesso que na hora a perna estremeceu”, disse Arlene, que foi homenageada pelo Superintende de competições de quadra da CBV, Renato D’Ávila.

Atleta mais velha em atividade no Brasil, pelos clubes, Arlene conquistou a Superliga três vezes com as camisas do Flamengo e do Osasco, respectivamente, nas temporadas 2000/2001, 2002/2003, 2004/2005. Foi eleita melhor defesa da competição por 4 vezes, jogando na posição de líbero. Como central, foi o melhor bloqueio da Superliga, na temporada 1996/1997, pelo Pinheiros.

Pela seleção brasileira, disputou os Jogos Olímpicos de Atenas em 2004. Foi campeã do Grand Prix 2004 e 2006. Vice-campeã da Copa do Mundo de 2003 e campeã da Copa Pan-Americana 2007. Nessas competições defendendo o Brasil, recebeu premiações individuais como melhor líbero nos anos de 2003, 2006 e 2007.

image
A experiente Arlene recebendo a homenagem/Marcelo Ferrazoli/Sesi Vôlei Bauru

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s