BRASIL PERDE PARA ALEMANHA

image
Divulgação FIVB

A seleção brasileira feminina de vôlei estreou com derrota para a Alemanha, na Liga das Nações. A vitória alemã por 3×1, foi de virada, com parciais de 15/25, 25/22, 25/18, 25/20. O Brasil não perdia para Alemanha, desde 2002, há quase 16 anos, quando disputou o bronze do Grand Prix e saiu derrotado. A ponteira Brinker foi a maior pontuadora da Alemanha com 20 pontos. Pelo Brasil, Tandara marcou 16. O próximo jogo da seleção brasileira é contra o Japão, amanhã, às 15h, com transmissão do SPORTV e TV Globo. Em seguida, no mesmo ginásio, a Alemanha enfrenta a Sérvia.

RESUMO

O Brasil começou melhor a partida, mas não conseguiu manter o seu ritmo de saque. A Alemanha foi superior neste fundamento e o sistema defensivo brasileiro não funcionou. O técnico José Roberto foi infeliz em suas substituições.

O JOGO

O jogo começou com bastante erros de ambos os lados. O Brasil entrou em quadra com a formação titular composta pelo time base do SESC/RJ, campeão da Superliga retrasada. Numa passagem de saque da levantadora Roberta, a equipe brasileira abriu vantagem. O técnico alemão inverteu o 5×1, mas não foi o suficiente para diminuir a agressividade do saque brasileiro. Aproveitando os contra-ataques e o excesso de erros das alemãs, o Brasil fechou o 1º set em 25×15.

No segundo set, a ponteira Gabi foi poupada, e em seu lugar, entrou Amanda. A Alemanha voltou melhor com o aumento do aproveitamento, de sua principal atacante, a oposta Lippmann. O Brasil consseguiu parelhar com as alemãs em contra-ataques de Drussyla. Numa sequência de saques da central Gründing, o time alemão abriu vantagem. O Brasil conseguiu igualar, após seu sistema defensivo ser efetivo. O empate persistiu. Em uma nova passagem da central Gründing, a Alemanha voltou a ficar na frente. O Brasil inverteu o 5×1 e conquistou a dianteira do placar, pela primeira vez no set. Após um pedido de desafio, a Alemanha voltou a ficar na frente. Em seguida, abriu vantagem em contra-ataque e José Roberto parou o jogo. O Brasil desfez a inversão do 5×1 e as alemãs fecharam o 2º set, em 25/22, em uma bola china, atacada pela central Schölzel.

O Brasil começou o 3º set com erros. A Alemanha sacava melhor. O time brasileiro cometeu uma falha na rotação. Na sequência, a equipe alemã abriu vantagem. José Roberto pediu tempo. Em seguida, a Alemanha abriu seis pontos. O Brasil inverteu o 5×1 e conseguiu diminuir a diferença. O placar marcava 21×18 para as alemãs e o técnico Koslowski parou o jogo. Após o pedido de tempo, a Alemanha confirmou a virada de bola, para posteriormente, colocar a levantadora reserva Kästner para sacar. Numa boa sequência de serviços, ela conseguiu um ace e a Alemanha saiu vitoriosa no 3º set, após um ponto bloqueio de Lippmann, 25/18.

A Alemanha começou na frente no 4º set. Drussyla saiu e deu lugar a Rosamaria. O Brasil conseguiu o empate numa passagem de Carol pelo saque. Os dois times trocavam bolas e o placar marcava 9×9. Em dois erros de recepção brasileira, a Alemanha abriu vantagem de três pontos. As alemãs administravam a vantagem, para na frente conquistar mais dois de frente. José Roberto, mais uma vez, pedia tempo. O Brasil diminuiu a vantagem. As atacantes das duas seleções eram decisivas. Pelo lado brasileiro, um ataque de Tandara alcançava 100km/h. Já a Alemanha, distribuia melhor o seu jogo. Com o passe na mão, a levantadora Hanke escolhia a ponteira Brinker, nos momentos de desafogo, liberando a oposta Lippmann. O placar marcava 22×17. Drussyla entrou novamente e errou o saque. O Brasil salvava um match point, mas Lippmann fechou o jogo para Alemanha, em um ataque pela linha de três, na saída de rede, 25×20.

BRASIL
Roberta (3 pts), Tandara (16 pts), Gabi (2pts), Drussyla (14pts), Carol (8pts), Bia (13pts) e Suelen (0 pt). Entraram: Macris (0pt), Monique (1pt), Amanda (6pts), Rosamaria(1pt).

ALEMANHA
Hanke (0pt), Lippmann (18pts), Brinker (20pts), Geerties (8pts), Gründing (11pts), Schölzel (8pts), Düur(0pt). Entraram: Kästner (1pt), Drewniok (1pt), Poll (0pt).

OUTROS RESULTADOS

Em Barueri, Sp, Brasil
Sérvia 3×0 Japão 25×18 25×17 25×22

Em Ekaterinburg, Rússia
Holanda 3×0 Tailândia 25×20 26×24 25×13
Russia 3×1 Argentina 20×25 25×13 25×13 25×22

Em Ningbo, China
Bélgica 3×0 Coréia do Sul 25×18 25×22 25×21
China 3×0 República Dominicana 25×17 25×15 25×11

Em Lincoln, nos Estados Unidos
Turquia 3×0 Itália 25×21 25×21 25×20
Estados Unidos 3×1 Polônia 28×26 25×22 22×25 25×15

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s